Blockchain

Solana descobre como hacker invadiu 8 mil carteiras

Ataque aconteceu através de software que conecta rede com hot wallets para criptomoedas.

Um novo ataque hacker está roubando tokens criados na rede Solana. De acordo com levantamento do mercado, cerca de oito mil carteiras para criptomoedas foram invadidas, com tokens solana (SOL) sendo transferidos para endereços desconhecidos.

O ataque teve início nesta última terça-feira (2). A invasão está transferindo criptoativos somente de carteiras quentes, que possuem conexão direta com a internet. Estima-se que mais de US$ 5 milhões em moedas digitais foram roubadas pelo hacker.

Até agora, os desenvolvedores da Solana não apresentaram uma solução definitiva para o problema, que está transferindo outros tokens da rede, além do SOL. A invasão hacker atingiu wallets como Phantom, Slope e Trust Wallet.

O ataque acontece através de uma assinatura de contratos inteligentes sem a permissão do usuário da carteira invadida. Dessa forma, a invasão está sendo direcionada para carteiras móveis, usadas pelo celular, e sua causa foi descoberta recentemente.

A carteira digital Slope foi apontada como o dispositivo utilizado pelo hacker para acessar os tokens da rede Solana, segundo uma publicação do perfil Solana Status no Twitter.

“Essa exploração foi isolada em uma carteira no Solana, e as carteiras de hardware usadas pelo Slope permanecem seguras. Embora os detalhes de como exatamente isso ocorreu ainda estejam sob investigação, as informações da chave privada foram transmitidas inadvertidamente para um serviço de monitoramento de aplicativos.”

Ataque rede Solana


Tokens da Solana estão sendo transferidos de hot wallets para outros endereços através de um ataque hacker. Segundo desenvolvedores da plataforma, o problema não está ligado diretamente à rede principal.

Informações preliminares sugeriam que o ataque tenha sido realizado por um software que conecta carteiras digitais à rede Solana. Por outro lado, dispositivos conhecidos como cold wallets não foram afetados pela invasão.

No Twitter, o perfil Solana Status reconhece que o ataque hacker invadiu 8 mil carteiras de criptomoedas que possuíam tokens criados na rede. O saldo dos investidores foi drenado pelos invasores.

“Engenheiros de vários ecossistemas, em conjunto com empresas de auditoria e segurança, continuam investigando a causa raiz de um incidente que resultou na drenagem de aproximadamente 8.000 carteiras.”

No total, 7.767 carteiras com tokens da Solana foram atingidas, conforme aponta atualização do Solana Status na manhã desta quarta-feira (3). Ainda nesta semana, outro projeto cripto foi invadido por hackers.

Na última segunda-feira (1), quase US$ 200 milhões foram roubados do protocolo Nomad, que funciona como uma ponte entre blockchains distintas. Plataformas como a Nomad acumulam US$ 1 bilhão em criptomoedas roubadas somente neste ano.

Embora o problema não tenha afetado diretamente a Solana, a rede já apresentou instabilidades no passado e precisou interromper as transações com a paralisação de todo o sistema.

Somente em 2022, por exemplo, a rede Solana foi desligada temporariamente cinco vezes. A última vez aconteceu em junho, quando um bug no recurso de transações nonce duráveis provocou uma paralisação de quase cinco horas.

Notícias relacionadas

Quer aprender a investir em criptoativos na bolsa, de forma prática e inteligente? Nós preparamos um curso gratuito com o passo a passo. Clique aqui para acessar.