Economia

Trabalhador poderá investir FGTS na privatização da Eletrobras

Em vias de ser privatizada, a Eletrobras deverá contar com investimento de trabalhadores via FGTS

Com R$405 bilhões em ao menos 88 milhões de contas, o FGTS tem sido alvo de críticas por conta do seu retorno historicamente baixo.

Mesmo com as mudanças recentes, o descontentamento dos detentores do fundo segue crescendo, tendo em vista os saques realizados em oportunidades, como o saque aniversário.

Na prática, o fundo recompensa seus detentores com metade do lucro obtido pelo gestor, a Caixa Econômica.

Na ponta do lápis, o rendimento equivale a cerca de 1 a 2% ao ano, acrescido da taxa de remuneração fixa de 3%.

Em tempos de Selic em alta, acima de 12%, os retornos se tornaram novamente insuficientes. 

E as razões para isso não chegam a ser estranhas. Historicamente o FGTS tem sido uma espécie de poupança forçada, na qual o trabalhador CLT é obrigado a participar. 

Isso ocorre pois o fundo destina recursos para áreas como habitação e saneamento (na maior parte), cuja remuneração é menor do que outros investimentos tradicionais.

Forçados a contribuir com empréstimos a juros baixos, os trabalhadores veem seu dinheiro perder valor, tendo em vista um retorno menor do que a inflação.

Agora, em meio a privatização da Eletrobras, uma nova opção de saque deve estar disponível, ou quase isso.

Os detentores do FGTS poderão destinar até 50% dos seus recursos em conta para comprar quotas de um Fundo, que por sua vez irá comprar ações da Eletrobras.

A prática não é nova, já tendo sido utilizada para capitalizar a Petrobras e a Vale.

No caso atual, assim como no da Vale, o investidor passa a ser sócio de um empresa privatizada.  

O investimento mínimo será de R$200.

É importante ressaltar, porém, que o trabalhador não será detentor de ações da Eletrobras, mas sim de quotas do fundo, e no caso de decidir vender tais quotas, os valores retornarão para sua conta do FGTS, podendo ser sacados apenas em caso de demissão ou no saque aniversário.

Notícias relacionadas

Quer aprender a investir em criptoativos na bolsa, de forma prática e inteligente? Nós preparamos um curso gratuito com o passo a passo. Clique aqui para acessar.
Como era o Brasil no ano da conquista do penta Como Elon Musk transformou $28 mil em $330 bilhões Binance fecha acordo com Cristiano Ronaldo para promover NFTs O quanto a gasolina aumentou em cada governo Engenheiro da Google diz ter criado uma robô com alma