Investimentos

Quem é Do Kwon, o coreano responsável pela queda de $800 bilhões do mercado cripto

Formado em Stanford e tido como um dos prodígios do mercado de tecnologia, Do Kwon, o coreano por trás da Luna, conduziu o mercado para uma queda histórica.

Entre diversos acontecimentos do mercado global, o mês de maio pode ter marcado para a história o fim do ‘experimento’ Terra/Luna, de Do Kwon, que tragicamente colapsou diante da volatilidade do mercado.

Luna, o token que deveria equilibrar algoritmicamente a ‘stablecoin’ UST, sofreu uma queda sem precedentes, indo de incríveis $80 para $0,01 no intervalo de
6 dias, perdendo um total de $28 bilhões em capitalização.

O colapso, que fez com que a stablecoin UST perdesse sua paridade com o dólar, se irradiou para todo o mercado cripto, com o Bitcoin caindo para níveis próximos dos $26 mil dólares.

Na vanguarda do caos, se posiciona Do Kwon, o coreano fundador de todo o projeto Terra, e que agora, tem seu nome vinculado a um dos maiores fiascos da história do mercado de criptoativos.

Um prodígio do Vale do Silício

Assim como o projeto Terra, Do Kwon também é coreano, o que é um detalhe importante uma vez que o ambiente regulatório Sul-Coreano é muito mais brando que o americano.

Filho de um distribuidor de equipamentos médicos/farmacêuticos, Kwon viveu boa parte de sua vida viajando pelo mundo. Em sua adolescência, o ‘nerd’ se interessou por trabalhos teóricos e naturalmente, pela computação.

Sua história se assemelha muito com a de prodígios do Vale do Silício, que se graduaram em Stanford e fundaram grandes empresas na Califórnia, com uma diferença vital, o sucesso.

Após se formar em ciência da computação, ele ingressou na Microsoft, onde não ficou por muito tempo.

Sua primeira empresa, a Anyfi, foi fundada em 2016 e captou $1 milhão de VC’s do Vale. A empresa utilizava uma rede mesh para retransmitir a largura de banda para quem não tem acesso a internet.

Foi nesse período que ele conheceu as criptomoedas, em meio ao boom do Bull Market de 2017. 

A promessa de uma stablecoin descentralizada

Até poucos dias atrás, a UST era a stablecoin algorítmica mais bem-sucedida da história, com uma capitalização bilionária que tornou o token Luna, mesmo que por pouco tempo, a 5ª maior criptomoeda do mercado.

A linha cronológica desse colapso começa em 2018, quando em parceria com Daniel Shin, Do Kwon fundou a Terraform Labs, sediada na Coréia do Sul.

O whitepaper por trás da proposta da empresa havia sido escrito um pouco antes, em 2017, e contava com a ideia inicial para um sistema de pagamentos descentralizado que faria sentido para uma pessoa comum.

A ideia era ter uma moeda estável, atrelada ao fiat, que pudesse ser usada por qualquer pessoa, em qualquer lugar online ou offline.

Junto com seus engenheiros, Do Kwon criou um complexo sistema de funcionamento conjunto de dois tokens, o UST e LUNA, que em uma atuação simultânea garantiam o valor estável de $1 do token UST.

O projeto disparou em abril, com Luna superando os $100 e se tornando uma das maiores criptomoedas do mercado.

Mesmo com a descrença de alguns, UST se tornava cada vez maior e sua adoção crescia vertiginosamente, até se deparar com a inevitável volatilidade do mercado.

Espiral da morte e queda generalizada

Em meio ao aumento de juros americano e a um suposto ataque programado, a Luna corroeu sobre a desvalorização e o UST perdeu sua paridade ante ao dólar, iniciando a chamada ‘’espiral da morte’’.

De forma simples, Luna é um token utilizado para o UST atingir sua paridade com o dólar, se o preço do UST ultrapassar $1, $1 de Luna pode ser queimado e resgatado em UST, com o usuário realizando o lucro sobre a operação.

O exemplo também serve para a operação inversa, se o preço de UST cair, usuários podem trocar 1 UST por $1 em Luna.

E esse foi exatamente o caso presenciado nos últimos dias, o token UST perdeu sua paridade com dólar, e cada vez mais usuários passaram a trocar 1 UST por $1 em Luna, mesmo que o UST não valesse de fato $1.

A inflação na oferta levou o token luna a desabar e desequilibrar totalmente a paridade do UST.

Ainda não se sabe ao certo o que gerou o balanço inicial no ecossistema, mesmo com algumas especulações sobre um suposto ataque especulativo planejado sobre a stablecoin.

O que se sabe é que o efeito da queda da Luna se irradiou para o mercado, e conduziu o Bitcoin para uma vertiginosa queda abaixo dos $30 mil, levando a capitalização total do mercado a diminuir em $800 bilhões.

Notícias relacionadas

Quer aprender a investir em criptoativos na bolsa, de forma prática e inteligente? Nós preparamos um curso gratuito com o passo a passo. Clique aqui para acessar.
O YouTuber que foi dono de $620 bilhões por 7 minutos A gestora de $12,5 bilhões que quebrou por causa de um meme Petrobras pagou 15x mais ao governo do que a acionista minoritários Investimento de $1,6 bilhão da Binance vira $3 mil em 1 semana Os times que mais gastaram nessa janela de transferência