Blockchain

Como Luna foi de $87 para $0.83 em 7 dias

Perdendo o equivalente a $28 bilhões em capitalização, o token Luna sofre com uma queda acima dos 90% nas últimas 24 horas.

Em meados de março, Do Kwon, CEO e fundador da Terraform Labs, a organização por trás do protocolo do token Luna e sua stablecoin, a UST, fez a seguinte declaração durante uma entrevista: 

‘’The failure of UST is equivalent to the failure of crypto itself’’

A fala, que carrega consigo um determinado tom de arrogância sobre o mercado, se refere ao plano da organização de se tornar a maior detentora de Bitcoins, utilizando-os como parte de um mecanismo algorítmico que lastreia a UST.

Naquele momento, o cenário era completamente diferente. Luna quebrava sucessivos recordes de máximas históricas com a LFG realizando diversas aquisições de Bitcoin para suas reservas, se tornando, inclusive, a então 4° maior detentora institucional de Bitcoin.

De lá pra cá, diversos acontecimentos marcaram o mercado e levaram a uma complexa conjuntura que pode ter comprometido permanentemente as operações da stablecoin.

Diante do aumento de juros realizado pelo Federal Reserve, o mercado global passou a lidar com uma volatilidade que implicou em sucessivas quedas em bolsas, afetando consequentemente, o mercado cripto.

O Bitcoin mergulhou dos $42 mil e chegou a alcançar os $29 mil, protagonizando uma instabilidade crucial para a cadeia de acontecimentos que fragilizou o funcionamento da stablecoin UST.

O funcionamento da UST

Para entender o colapso ocorreu, é necessário entender previamente o funcionamento por trás do sistema.

O protocolo consiste em dois tokens principais: Terra (UST) e Luna (LUNA).

A dinâmica por trás da estabilidade do valor da UST funciona com base em duas pools, uma para a Terra e outra para a Luna. Para manter o preço da Terra, a pool de suprimentos da Luna adiciona ou subtrai suprimento da Terra, defendendo o PEG da rede.

Enquanto isso, os usuários queimam Luna para cunhar Terra e vice-versa, todos incentivados pelo módulo de mercado algorítmico do protocolo.

De forma mais simplificada, imagine que o preço do UST seja de $1,01, os usuários podem então trocar $1 em Luna por 1 UST. O mercado queimaria $1 de Luna e cunharia 1 UST. Os usuários podem então vender seu 1 UST por $1,01 (lucrando $0,01).

Agora imagine o oposto,  a UST é negociada a 0,99 USD. Os usuários podem fazer o oposto, trocar 1 UST por $1 de Luna. O swap queima 1 UST e cunha $1 de Luna, e os usuários novamente lucram no processo.

Porém, isso também significa que o valor de mercado do UST deve ser inferior ao do LUNA, porque o oposto significaria que uma hipotética ‘bank run’ (onde UST seriam resgatados por Luna).

De $87 para $0.83

Até então, tanto Do Kwon quanto a Luna Foundation Guard não explicaram a exata causa do total desprendimento do UST com seu preço alvo, fato que teoricamente deveria ser evitado pelo algoritmo.

Depois que uma grande quantidade de UST foi descartada, a stablecoin começou a se desprender.

A stablecoin foi vendida em pânico em massa, cunhando mais Luna e aumentando sua oferta circulante, o que inundou o mercado e fez com que o preço do token desabasse.

De acordo com Wu Blockchain, cerca de 46 milhões de tokens foram emitidos em 10 de maio, e 1,2 bilhão de UST queimados. Esse número parece ter aumentado ainda mais em 11 de maio, à medida que os preços caem ainda mais.

A Luna Foundation Guard estava comprando sua gigantesca reserva Bitcoin para salvar a UST da desconexão, mas, a prática não funcionou em meio ao colapso gradual do mercado. 

Notícias relacionadas

Quer aprender a investir em criptoativos na bolsa, de forma prática e inteligente? Nós preparamos um curso gratuito com o passo a passo. Clique aqui para acessar.
O YouTuber que foi dono de $620 bilhões por 7 minutos A gestora de $12,5 bilhões que quebrou por causa de um meme Petrobras pagou 15x mais ao governo do que a acionista minoritários Investimento de $1,6 bilhão da Binance vira $3 mil em 1 semana Os times que mais gastaram nessa janela de transferência