Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Notícias

Facebook demitirá mais 10 mil pessoas para ganhar eficiência

Nova rodada de demissões promete reverter tendência de crescimento de gastos da empresa.

Mark Zuckerberg tem prometido transformar o ano de 2023 em um ano de busca pela eficiência da empresa, após anos de expansão desenfreada e contratações.

Dentre as promessas de Mark que já estão se concretizando, está a demissão de mais 10 mil dos 86 mil funcionários da empresa. Com a medida, a Meta, a holding dona do Facebook, Instagram, Whatsapp e outras empresas, irá chegar a 21 mil funcionários a menos até o final deste ano em relação a outubro de 2022, quando os cortes começaram a ser anunciados.

Entre na comunidade BLOCKTRENDS PRO com 15% OFF e receba +30 cursos, análises diárias, relatórios semanais, lives e mais.

As demissões devem ajudar a empresa a reduzir em US$5 bilhões seus gastos, para algo entre US$86 bilhões e US$92 bilhões. 

A medida ocorre após um dos piores anos em resultados para a empresa, que já chegou a ser avaliada em US$1 trilhão, tendo passado agora a valer cerca de US$240 bilhões.

A queda no valor de mercado decorre de um direcionamento dado por Mark, em busca da criação do Metaverso, que segue distante de se concretizar, mas consome até ¼ dos recursos da empresa.

O aumento da concorrência, com o crescimento do Tiktok no pós-pandemia, também reduziu o tempo médio gasto em redes sociais da empresa, o que somado a novas políticas de privacidade do Iphone, reduzirem as receitas de publicidade.

Como em uma tempestade perfeita, o Facebook ainda viu o crescimento de outras empresas, como a Amazon, no ramo de publicidade.

As ações da empresa sobem 5,5% com a notícia.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de traders de criptomoedas. Acesse ByBit.com

Notícias relacionadas