Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Notícias

‘Engomadinho do Bitcoin’ supostamente deu baile em duas das maiores facções criminosas do país; PCC teria perdido R$ 30 milhões

Ademais, o engomadinho do Bitcoin é o principal executivo da plataforma Bybot, que é investigada na CPI das pirâmides financeiras por fraude financeira.

Gustavo de Macedo Diniz, capelidado de “Engomadinho do Bitcoin”, aparentemente deu um baile, e aplicou um golpe em duas das maiores facções criminosas do país. Mesmo com estilo “engomadinho” de se vestir (de onde vem seu apelido), Diniz conseguiu fazer com que sua cabeça fosse a prêmio pelo Comando Vermelho (CV). Nesse sentido, o CV ofereceu R$ 15 mil de recompensa.

Além disso, conforme noticiado pelo Métropole, ele teria sumido com R$ 30 milhões da facção paulista Primeiro Comando da Capital (PCC). Desse modo, a facção ameaçou o piramideiro, o jurando de morte. Ademais, o engomadinho do Bitcoin é o principal executivo da plataforma Bybot, que é investigada na CPI das pirâmides financeiras por fraude financeira.

Faça parte da Comunidade BLOCKTRENDS PRO e lucre em cripto com relatórios semanais, análises diárias, sinais e lives exclusivas.

“Engomadinho do Bitcoin”
“Engomadinho do Bitcoin” (Imagem: Interet/Reprodução)

PCC jura “Engomadinho do Bitcoin” de morte

Ainda segundo o portal Metrópole, por meio de mensagens, um suposto integrante da organização fala sobre o golpe. Ele comentou que o engomadinho passou a perna em R$ 30 milhões em bitcoins, que eram do caixa do PCC. O montante estava “investido” na Bybot, plataforma que congelou saques, e deletou canais oficiais na última sexta-feira (25).

“Já põe aí que, a partir de segunda-feira, se esse pau no cu do Diniz não aparecer, a irmandade vai visitar cada um da família dele. 15.3.3 [PCC na ordem alfabética]  fica às ordem. Tá entendendo não, tinha com ele mais de 30 milhao da casa com ele em btc. Ele já tá no juramento e não tem volta. ‘Ce’ não tá entendendo o meu preju. Já tem o endereço de cada um tá tudo vigiado vai ter sangue já tá avisado e segunda feira e não tem conversa [sic]”, afirma a mensagem.

O “engomadinho do Bitcoin” deletou suas redes sociais, e não é visto mais desde que a plataforma travou seus saques. Nem nas redes sociais, nem pessoalmente. Antes de apagar suas redes sociais, ele publicou fotos em resorts de luxo, estações de esqui e praias paradisíacas. Além disso, especula-se que o suposto piramideiro tenha fugido para Tailândia, onde existiria uma sede da Bybot na região da Ásia.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de traders de criptomoedas. Acesse ByBit.com

Notícias relacionadas