Blockchain

Como The Sandbox virou uma empresa de $4 bilhões

Atualmente avaliado em $4 bilhões, The Sandbox, o jogo online em blockchain, foi de jogo mobile para um dos projetos mais bem cotados do mundo cripto.

Na última semana, a Animoca Brand, empresa gerenciadora de diferentes firmas no mercado de cripto, anunciou que sua empresa subsidiária, The Sandbox, planeja realizar uma rodada de captação de $400 milhões sob uma avaliação de mais de $4 bilhões.

Construída sob a plataforma Ethereum e registrado com seu próprio token, chamado SAND, o projeto é cotado como um dos empreendimentos mais promissores do mercado cripto, sendo tutelado pelos mesmos executivos que garantiram o sucesso de plataformas como a OpenSea e Axie Infinity.

Inicialmente, o jogo surgiu com a ausência de qualquer influência cripto sobre a ideia, uma vez que sua primeira versão beta pública foi lançada em 2012, quando a rede Ethereum sequer existia.

Competindo com games como Minecraft e Roblox, o jogo mobile conquistou determinada relevância no mercado, alcançando uma receita superior a $5 milhões no ano de seu lançamento, mas esse ainda era um número irrelevante quando comparado aos seus concorrentes.

A Pixowl, então desenvolvedora que lançou o jogo, manteve a mesma estrutura até 2016, quando lançou o ‘’Sandbox Evolution’’, uma nova versão do jogo que trazia diversas novas funcionalidades e interações para o jogo.

A nova versão fez com que a comunidade se expandiu substancialmente, alcançando uma relevância que em 2018 chegou aos ouvidos de Yat Sui, CEO da Animoca Brands. Naquele momento, a Animoca Brands iniciava o processo de mergulhar no mundo das NFTs após ser ‘’banida’’ da bolsa de valores australiana.


Munido de dinheiro proveniente de diversos investidores VC’s, a Animoca Brands adquiriu o projeto The Sandbox da Pixowl pagando $4,85 milhões para Pixowl, realizando um dos investimentos mais bem sucedidos de sua história.

Com a aquisição, a Animoca Brands planejava, de forma extremamente visionária, transformar o projeto em um jogo multiplayer, disponível em várias plataformas e em 3D, tudo isso incorporando a tecnologia de NFTs e contratos inteligentes no jogo.

O primeiro passo para transacionar o jogo para o mundo cripto foi o lançamento do próprio token do jogo, o SAND, que foi lançado em agosto de 2020, e desde então já conta com uma capitalização de $3,2 bilhões.

Na prática, o mundo virtual do Sandbox registra os mais diversos artigos digitais existentes no jogo como NFTs, seja ele um terreno, carro, arte, objeto ou qualquer outra ferramenta presente no jogo, fornecendo a possibilidade de faturar diante de suas próprias criações no jogo.

A primeira versão aberta parcialmente para jogadores foi lançada em novembro do ano passado, atraindo milhares de usuários, e desde então, a desenvolvedora vem enfrentando desafios para escalar o funcionamento de toda a plataforma.

A expectativa central é que a Animoca Brands obtenha sucesso em transformar o projeto em uma explosão viral maximizada do Axie Infinity, se utilizando da imensa popularidade conquistada pelo metaverso nos últimos meses.

Notícias relacionadas

Quer aprender a investir em criptoativos na bolsa, de forma prática e inteligente? Nós preparamos um curso gratuito com o passo a passo. Clique aqui para acessar.
Problemas de liquidez afetam 4 plataformas cripto Torcidas brasileiras de futebol irritam jornais argentinos com piada Quanto ganham os executivos de empresas estatais 5 bancos que já revisaram o PIB brasileiro para cima em 2022 Como era o Brasil no ano da conquista do penta