Investimentos

Como comprar ações do Twitter (e outras ações gringas)

Em tendência de alta após o acordo proposto por Elon Musk, ações do Twitter e ativos dolarizados podem apresentar um bom potencial lucrativo.

Na manhã desta quinta-feira (14), Elon Musk, o atual CEO da Tesla e SpaceX, apresentou uma oferta de $43 bilhões para adquirir controle total do Twitter.

No início de abril ele já havia adquirido 9,2% da rede social, realizando os primeiros movimentos para atuar ativamente no mercado de mídias sociais.

Com o anúncio, as ações da rede social chegaram a disparar 12% no pré-mercado, sinalizando uma tendência de alta proveniente do acordo proposto por Musk.

Ao que aparenta, Musk possui planos de fechar o capital da empresa, o que faria com que todos os acionistas recebessem um prêmio notável diante da cotação atual.

O preço por ação proposto por Musk é $54,2, o que renderia um prêmio de 20% aos acionistas da empresa (de acordo com a cotação do fechamento de quarta).

A oportunidade desperta interesse de investidores mundo afora, evidenciando algumas das barreiras de se negociar ações estrangeiras.

Com o dólar na casa dos R$4,70, as oportunidades de dolarizar sua carteira e se proteger do risco eleitoral se tornam ainda mais atraentes, levando um grande número de investidores a buscarem alternativas de comprar ações estrangeiras.

Além dos meios tradicionais, que vamos explicar posteriormente, existem alternativas ligadas ao mercado cripto. O próprio Bitcoin, negociado via o ETF QBTC11 na B3, se enquadra como uma alternativa de dolarizar o patrimônio, uma vez que é um ativo global.

Fora da esfera cripto, existem as seguintes alternativas dentro e fora da bolsa brasileira:

BDRs


Negociados diretamente na B3, um BDR funciona como um título representativo de papéis negociados no exterior.

Quem investe em um BDR não compra ações diretamente de empresas do exterior, ao invés disso, o investidor compra um título fictício relacionado a ação real que permanece depositada e bloqueada por uma instituição que atua como custodiante.

Para comprar BDRs você precisa ter uma conta em uma corretora que conceda acesso a B3, funcionalidade presente na maioria dos bancos. Ao criar a conta, você deve acessar o homebroker e buscar os papéis com ticker 34, número usado para distinguir os BDRs dos demais ativos.

Corretoras

Outra maneira de investir em ações do exterior é por meio de corretoras que investem no exterior.

Corretoras como a Avenue, Stake e C6 operam com dois departamentos de serviços próprios, que possibilitam a realização de operações financeiros do Brasil diretamente no mercado norte-americano.

Ao realizar uma transação direcionada a adquirir produtos estrangeiros, a empresa com sede internacional recebe o dinheiro e transfere para a filial norte-americana, que realiza a aplicação desejada.

Para investir dessa forma, primeiro você enviar uma solicitação de criação de conta em seu nome, após a validação, você deve transferir os fundos e acessar o homebroker buscando as ações (com os tickers internacionais), 

Notícias relacionadas

Quer aprender a investir em criptoativos na bolsa, de forma prática e inteligente? Nós preparamos um curso gratuito com o passo a passo. Clique aqui para acessar.
Problemas de liquidez afetam 4 plataformas cripto Torcidas brasileiras de futebol irritam jornais argentinos com piada Quanto ganham os executivos de empresas estatais 5 bancos que já revisaram o PIB brasileiro para cima em 2022 Como era o Brasil no ano da conquista do penta