Blockchain

Após pedido negado, Grayscale processa SEC

Dando continuidade a novela regulatória, a SEC rejeitou a listagem do ETF Spot de Bitcoin da Grayscale, que reagiu introduzindo um processo contra o órgão.

Em mais um episódio marcado pelo conflito de gestoras imersas no universo de criptoativos com a SEC, principal órgão regulador do mercado de valores mobiliários americano, a Grayscale, maior gestora de ativos digitais do mundo, aparenta ter levado o conflito a um nível ainda inexplorado pelo mercado, e agora processa o órgão.

A Grayscale, que conta com mais de $40 bilhões em ativos sob custódia, realizou um pedido ao órgão para converter seu fundo Grayscale Bitcoin Trust (GBTC Trust) em um ETF negociado em bolsa.

Historicamente, o GBTC Trust é um dos fundos mais populares do mercado de criptoativos, com mais de $12,9 bilhões alocados atualmente no fundo.



O pedido, que foi negado pela SEC, gera controvérsias segundo a gestora, que alega o descumprimento de vários requisitos do Securities Exchange Act de 1934.

Segundo o estrategista-chefe jurídico do fundo, a agência de valores mobiliários está agindo de forma ‘arbitrária’ na aprovação de fundos direcionados ao mercado de criptoativos.

Em um comunicado de imprensa de quinta-feira, a Grayscale anunciou que havia apresentado uma petição de revisão perante o Tribunal de Apelações dos EUA, contestando a decisão da agência de negar a conversão de seu principal produto GBTC em um ETF Spot de Bitcoin.

Grayscale lança fundo focado em contratos inteligentes

A Grayscale, gestora de ativos digitais com mais de $43 bilhões, anunciou que está expandindo sua linha de fundos de investimentos para contratos inteligentes fora da rede Ethereum.

Chamado de GSCPxE, o Grayscale Smart Contract Platform Ex Ethereum possibilita que investidores tenham exposição a tecnologia dos contratos inteligentes fora da rede Ethereum.

Com um crescimento ascendente durante o ano de 2021, o fundo é composto pelas altcoins Cardano, Solana, Avalanche, Polkadot, Polygon, Algorand e Stellar.

Solana e Cardano representam 24%, enquanto Avalanche e Polkadot têm uma alocação de 16% cada.

As menores fatias pertencem a Polygon, com uma alocação de 10%, e Algorand e Stellar ficam com 4% cada.

A Grayscale é pioneira no mercado de criptoativos e possui fundos focados em Bitcoin, Ethereum, Litecoin, Zcash entre outros

Notícias relacionadas

Quer aprender a investir em criptoativos na bolsa, de forma prática e inteligente? Nós preparamos um curso gratuito com o passo a passo. Clique aqui para acessar.
Faraó do Bitcoin declara R$60 milhões em campanha política Brasil volta a crescer e PIB sobe 0,69% em junho Quanto os bilionários brasileiros já perderam em 2022 Como o Flamengo saiu da falência para o maior orçamento do Brasil Inflação mensal na Argentina supera a anual no Brasil em Julho