Investimentos

A gestora de $12,5 bilhões que quebrou por causa de um meme

Melvin Capital, a gestora que perdeu bilhões de dólares após apostar contra a GameStop, anunciou o fim de suas operações nessa semana.

Foi em janeiro de 2021 que um dos episódios mais inexplicáveis do mundo financeiro moderno ocorreu, a primeira temporada das chamadas ‘meme stocks’.

Fruto de uma combinação de uma rede de lojas de videogame à beira da falência e um fórum de usuários do Reddit, a explosão das ações da GameStop explicitaram como um mercado estupefato de estímulos monetários pode ir à irracionalidade.

Alavancando as ações da GameStop em mais de 2400%, os investidores de varejo do fórum r/wallstreetbets conduziram o mercado à irracionalidade e levaram fundos tradicionais do mercado a prejuízos bilionários.

A GameStop, empresa escolhida para a peça, passava por uma péssima fase financeira com os avanços digitais que inutilizavam jogos de mídia física comercializados pela companhia, além é claro, do gigantesco prejuízo financeiro gerado pela COVID-19.

A má fase era enxergada como uma fácil oportunidade de fazer dinheiro para
Gabe Plotkin, executivo do fundo hedge Melvin Capital, que naquela altura do campeonato era responsável por gerir $12,5 bilhões.

Abrindo posições short contra as ações no mercado de derivativos, a Melvin Capital deu o primeiro passo entrando em uma tempestade perfeita que resultaria no fim de suas operações no mercado financeiro americano.

Em meio ao alvoroço dos investidores de varejo sob a ação, a Melvin Capital perdeu $2 bilhões em 2 semanas com a disparada das ações, terminando aquele mês sob um prejuízo de $6,8 bilhões, uma redução de mais de 50% nos ativos sob custódia.

Mas as posições perdedoras não pararam por aí.

Em meio a tempestade que a gestora passava, o histórico Bull Market que o mercado americano presenciava em 2021 não foi o suficiente para reverter as perdas registradas com a GameStop.

Naquele período, o S&P500, índice que reúne as empresas mais negociadas no mercado de valores americano, superou seu ATH em mais de 70 vezes, com as ações das mais variadas empresas decolando sob o contexto de estímulos monetários.

No ano, a gestora terminou com um resultado negativo de 39%, enquanto os demais fundos hedge decolaram.

Se o contexto já era negativo com um mercado em Bull Market, a tendência de queda causada pela chegada do aperto monetário no primeiro trimestre só poderia piorar as operações do fundo.

Apenas no 1T de 2022, a Melvin Capital caiu em 21%.

Em meio ao derretimento dos ativos sob custódia do fundo e da constante fuga de cotistas, Plotkin, enviou uma carta aos investidores:

Os últimos 17 meses foram um período incrivelmente difícil para a empresa e para vocês, nossos investidores. Eu dei tudo o que pude, mas mais recentemente isso não foi suficiente para entregar os retornos que você deveria esperar. Agora reconheço que preciso me afastar da gestão de capital externo.

Com o fechamento do fundo, a Melvin Capital espera devolver todo o seu capital aos investidores até o final de julho, encerrando suas operações no mercado de valores. 

Notícias relacionadas

Quer aprender a investir em criptoativos na bolsa, de forma prática e inteligente? Nós preparamos um curso gratuito com o passo a passo. Clique aqui para acessar.