Blockchain

Preço médio das NFTs cai 75% após hack de $200 milhões

Um ataque hacker à maior plataforma de NFTs do mundo, a OpenSea, levou a um prejuízo de $200 milhões aos investidores, além de desconfiança no mercado.

Dados da plataforma de análise do site The Block apontam que o ataque hacker de phishing sofrido por usuários da OpenSea começam a refletir no chamado “price floor” das coleções de NFTs no site.

O valor mínimo, antes em $23.7 mil dólares, agora giram ao redor de $6,5 mil, uma queda de aproximadamente 75%.

Fundada em 2017, a OpenSea teve um salto em 2021 junto da onda de NFTs, um mercado que saiu de $340 milhões em 2020 para $40 bilhões apenas um ano depois.

A empresa, que iniciou 2021 com 13 funcionários, terminou o ano atingindo a marca de 100 funcionários, e um valuation de $1,5 bilhão após uma rodada de captação de $100 milhões, que contou com a Andreessen Horowitz como principal investidor.

A plataforma finalizou 2021 com um total em vendas de $3,3 bilhões, o que respondeu por uma receita de $82,5 milhões.

Já em janeiro deste ano, a empresa recebeu um aporte de $300 milhões, o que elevou seu valor de mercado para cerca de $13 bilhões. O aporte contou com a Paradigm de principal investidor.

Líder absoluta no mercado, a empresa possui críticas por suas taxas elevadas, cobradas de vendedores e compradores, e agora enfrenta também críticas na parte de tecnologia.

As acusações chegaram a ser admitidas pela própria plataforma, que em 27 de janeiro deste ano admitiu que ao menos 80% dos NFTs mintados seriam “plágio, fake ou spam”.

O boom das NFTs também tem criado problemas em outra plataforma, a do Ethereum. Hoje a OpenSea é a maior consumidora da capacidade de transações da rede Ethereum.

Notícias relacionadas

Quer aprender a investir em criptoativos na bolsa, de forma prática e inteligente? Nós preparamos um curso gratuito com o passo a passo. Clique aqui para acessar.