Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Notícias

IA na palma da sua mão, literalmente, é lançado em forma de Pin

Os documentos dizem que o Pin pode escrever mensagens que soam como o usuário, e há um recurso que resumirá sua caixa de entrada de e-mail para seu detentor

A empresa Humane tem causado bastante curiosidade com seu primeiro dispositivo de inteligência artificial (IA), o AI Pin, durante a maior parte deste ano. Nesse sentido, o dispositivo foi lançado nesta quinta-feira (9). Desse modo, a Humane anunciou o que equivale a um smartphone vestível de US$ 699 sem tela. E que tem uma taxa de assinatura mensal de US$ 24.

Além disso, o dispositivo opera em uma versão da rede da T-Mobile com acesso a modelos de IA da Microsoft e da OpenAI. O próprio Pin é um dispositivo quadrado que se prende magneticamente às roupas ou outras superfícies. O Pin é mais do que apenas um ímã; também é um pacote de bateria, o que significa que você pode trocar as baterias ao longo do dia para manter o Pin em funcionamento.

Como funciona o IA Pin?

Ele é alimentado por um processador Qualcomm Snapdragon e usa uma câmera, sensores de profundidade e movimento para rastrear e gravar seu entorno. Tem um alto-falante embutido, que a Humane chama de “alto-falante personic”, e pode se conectar a fones de ouvido Bluetooth.

Como não tem tela, a Humane inventou novas maneiras de interagir com o Pin. Ele é principalmente destinado a ser um dispositivo baseado em voz, mas também há aquele projetor a laser verde que vimos em demonstrações, que pode projetar informações na sua mão.

Você também pode segurar objetos até a câmera e interagir com o Pin por meio de gestos, já que há um touchpad em algum lugar no dispositivo. O Pin não está sempre gravando ou mesmo ouvindo uma palavra de ativação.

Em vez disso, requer que você o ative manualmente de alguma forma. Ele tem uma “Luz de Confiança”, que pisca sempre que o Pin está gravando. A assinatura Humane de US$ 24 por mês inclui um número de telefone e dados celulares através da T-Mobile

O que mais pode fazer, e por quanto?

Os documentos do dispositivo mostram que a Humane quer que o Pin seja considerado um dispositivo totalmente independente, em vez de um acessório para seu smartphone. US$ 699 te dão o Pin, um carregador e dois impulsionadores de bateria.

Contudo, uma Assinatura Humane custa US$ 24 por mês. O serviço inclui um número de telefone e dados celulares no próprio serviço sem fio da Humane. O dispositivo opera na rede da T-Mobile, tem armazenamento em nuvem para fotos e vídeos. E capacidade de fazer consultas ilimitadas a modelos de IA.

A Humane está concebendo o sistema operacional do Pin, chamado Cosmos, não como uma coleção de aplicativos, mas como um sistema mais integrado que convoca várias IAs e outras ferramentas conforme a necessidade do usuário.

Os documentos também dizem que o Pin pode escrever mensagens que soam como o usuário, e há um recurso que resumirá sua caixa de entrada de e-mail para seu detentor. O Pin também pode traduzir idiomas e identificar alimentos para fornecer informações nutricionais. 

Além disso, há suporte para streaming de música Tidal, que envolve um “DJ de IA” que escolhe música para você com base no seu contexto atual. Ele também oferecerá recursos de fotografia centrados em IA, mas não está claro o que isso significa.

A Humane claramente pretende que o Pin seja um vestível autocontido e simples, mas há uma maneira de gerenciar o dispositivo: uma ferramenta chamada Humane.center, que é onde você deve configurar e personalizar seu dispositivo antes de começar a usá-lo.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de traders de criptomoedas. Acesse ByBit.com

Notícias relacionadas



Nada vai fazer o Bitcoin parar, diz Michael Saylor. Entenda a tese da ‘alta infinita’ Antonio Ais, ‘Toin’ da Braiscompany, é preso na Argentina Bitcoin decola 50% em fevereiro. Ainda vale a pena comprar? BlackRock, maior gestora do mundo, começa a oferecer ETF de Bitcoin na B3 Crise diplomática com Israel impacta FAB, agro e energia no Brasil