Investimentos

Fundador do Nubank se comprometeu a doar fortuna de R$27 bilhões

Executivo mais bem pago do Brasil, David Vélez é um dos únicos dirigentes que se comprometeram a doar 100% de suas fortunas.

Na última semana, David Vélez, o fundador e atual CEO do Nubank, virou notícia devido ao mais recente arquivamento do Nubank enviado à CVM, que revelou uma remuneração recorde aos seus diretores, de R$804 milhões.

O anúncio foi polêmico, e gerou questionamentos para Vélez, que atualmente é o executivo mais bem pago do Brasil, com uma remuneração anual de R$678 milhões.

David Vélez, nascido em Medellín, na Colômbia, se formou na universidade de Stanford, nos Estados Unidos, berço de empresas como o Google.

Vélez se formou em engenharia e finanças, atuando no mercado financeiro e no setor de Venture Capital até 2013, quando fundou o Nubank junto com a brasileira Cristina Junqueira e o americano Edward Blake.

Experimentando um crescimento explosivo desde sua criação, o Nubank rapidamente se tornou uma das principais fintechs do país, alcançando uma avaliação bilionária e atraindo a atenção do mercado exterior.

No último ano, o Nubank realizou seu IPO sob uma avaliação de $41,5 bilhões, se tornando, momentaneamente, o banco mais valioso da América Latina.

O fato tornou Vélez um dos principais bilionários do país, com uma fortuna que chegou a alcançar $6,5 bilhões.

Ele, porém, é um dos únicos bilionários que declarou abertamente a intenção de doar a maior parte de seu patrimônio para projetos sociais durante sua vida. Ele e sua esposa, Mariel Reyes, assinaram a carta conjunta ao The Giving Pledge, um movimento global de bilionários que incentiva a doação do patrimônio acumulado em vida.

A iniciativa foi criada em 2010 por Bill e Melinda Gates, junto com o investidor Warren Buffett. No Brasil, além de Vélez, apenas o empresário Elie Horn, fundador da incorporadora Cyrela, é signatário da campanha.

Notícias relacionadas

Quer aprender a investir em criptoativos na bolsa, de forma prática e inteligente? Nós preparamos um curso gratuito com o passo a passo. Clique aqui para acessar.