Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Tecnologia

Empresas de tecnologia americanas valem menos que brasileiras no “Preço/Lucro”

Empresas de tecnologia já consolidadas nos EUA tem sofrido queda nas suas ações, mostrando sinais de que muitas delas estão mais “atraentes”

Scott McNeily, o CEO da Sun Microsystems, foi responsável pelo que talvez seja a melhor definição da loucura da bolha da internet nos anos 2000.

Em meio a queda das ações da Sun de $64 para $10, Scott deu uma dura declaração resumida em um “O que vocês estavam pensando?”.

Embarque em mais de 150 horas de conteúdo exclusivo sobre o universo das criptomoedas e blockchain na Plataforma BlockTrends.

Na prática, Scott culpou os investidores por criarem um valor de mercado irreal da empresa, de cerca de 10x as receitas, o que significa, conforme o próprio declarou, que para devolver em 10 anos o valor investido, a empresa teria de ter 0 custos para produzir qualquer bem ou serviço e entregar 100% da sua receita em dividendos. Impossível.

Scott acabou vendendo sua empresa em 2010 para Oracle e se dedicando a filantropia, portanto é difícil saber o que ele pensaria dos dias de hoje, a “era do juro zero”, onde lucro não importa mais segundo defendem alguns VC’s (investidores de risco), e o crescimento sem fim é o grande guia de wall street.

Fato é que, mesmo que você compre a teoria de que a Amazon passou anos sem lucrar até começar a entregar resultados, o lucro ainda é uma métrica importante.

As empresas de tecnologia, como Google, Amazon, Apple, Facebook e Microsoft, parecem estar sendo “punidas” na medida em que seus resultados e crescimento sem fim parece ter encontrado uma barreira, além de um cenário de alta de juros.

Por lá, o Facebook está sendo negociado a 17 vezes o lucro. Trata-se de uma empresa que lucrou $31,5 bilhões de dólares em 2021, e cujo valor de mercado implica que seus acionistas acreditam menos na empresa do que os acionistas da Bemobi, a empresa brasileira com foco em aplicativos e negociada na B3 a 23 vezes.

Mesmo o Google, segue negociado a 28 vezes o lucro, contra 388 vezes o preço da Locaweb.

O peso da alta de juros por aqui, porém, parece mais significativo, com a Selic saindo de 2% para 10,25%, o que impacta diretamente investimentos em tech e eleva custos da empresa.

Outros exemplos, como a própria Amazon, cotada a 55 vezes, ou a Apple, saindo 29 vezes o lucro, reforçam o debate entre o preço que está sendo pago por aqui. Afinal, as empresas brasileiras podem crescer tudo o que prometem?

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de traders de criptomoedas. Acesse ByBit.com

Notícias relacionadas



Por que o Bitcoin está caindo tanto nesta sexta-feira (12) Quanto valem as criptomoedas de Times Brasileiros Golpe faz investidores perderem R$1,3 milhão em 2 minutos em criptomoeda Criptomoeda ENA contraria Bitcoin e dispara 20% hoje A ‘retaliação’ de Musk: 50% de desconto na Starlink ou internet de graça