Economia

Como a bolsa brasileira se tornou a 3ª pior do mundo em 2021

Bolsa brasileira superou apenas a bolsa de Caracas, na Venezuela, e Hong Kong

Com um resultado negativo de 11,5% no acumulado do ano, o Ibovespa conseguiu superar apenas os resultados de Caracas, a bolsa Venezuela, e Hong Kong.

O resultado é significativamente abaixo do esperado em 2020, quando as primeiras previsões apontavam que o índice fecharia em torno de 125 mil pontos.

A quebra de expectativas na economia brasileira ocorreu em ambas as direções. O PIB surpreendeu positivamente, enquanto a inflação, de maneira negativa.

A retomada da economia global puxou a bolsa brasileira no primeiro semestre, com a alta no preço de commodities como minério de ferro e petróleo impulsionando as duas maiores empresas do índice: Vale e Petrobras.

Ainda assim, o pequeno “boom” não foi capaz de sustentar o índice. E as razões não são exatamente poucas.

Isso ocorreu pois, da mesma maneira que impactou positivamente as empresas exportadoras (que se beneficiaram também do dólar alto), as commodities puxaram para cima a inflação.

Etanol e gasolina, respectivamente, foram os dois maiores responsáveis pela alta do IPCA, o índice de preços ao consumidor amplo.

Com a alta da inflação, propiciada pelo aumento de commodities, crise energética global, risco de crise hídrica no Brasil e desvalorização da moeda, os juros acabaram saindo de 2 para 9,25%.

E é justamente nos juros que se encontra a principal resposta para a queda no índice.

De maneira simplificada, juros é o nome que se dá ao preço do dinheiro. Quando o preço aumenta, o consumo diminui (o que força uma queda da inflação, daí a atuação de BCs em usar juros para conter a alta de preços), além de elevar custos das empresas.

Grandes varejistas como Magazine Luiza, Via Varejo e Americanas sofreram quedas superiores a 50%, em boa medida graças a incapacidade de elevar preços em um momento de queda na renda, pressionando suas margens de lucro.

O custo do dinheiro em alta também reduz a capacidade de investidores de “aguardar” por retornos.

Em suma, quando você tem de escolher entre investir em renda fixa com juros de 2% ou comprar uma ação, pode se dar ao luxo de aguardar um prazo maior para que a empresa dê resultados, o que permite múltiplos de preço da ação vs lucro maiores.

No caso americano, onde os juros são extremamente baixos, é comum ver investidores pagando 100, 200 vezes o lucro de uma empresa em uma ação. Por aqui, fazer isso significa perder dinheiro, uma vez que a renda fixa paga um retorno mais rápido e garantido.

A alta nos juros foi responsável por derrubar o valor de ações de empresas “Tech”, cujos múltiplos costumam ser mais elevados dada a capacidade de crescimento.

A lógica é relativamente simples. Considere uma empresa que lucra R$100, mas cresça 30% ao ano. Se você pagar R$1000 por ações, ou 10 vezes o lucro, em 5 anos mantendo este crescimento terá visto o lucro atingir R$479, ou 2,2 vezes o que você pagou.

Caso a empresa cresça 10% ao ano, ao final de 5 anos o lucro será de R$179. Menos da metade do resultado anterior.

Além de consumidores com menor renda e custos maiores para as empresas, que agora terão de pagar em suas dívidas, a incerteza política também contribuiu.

A disputa em torno do “Auxílio Brasil”, levou a uma indeterminação no rombo do teto.

Veja bem, o furo no teto não chegou a ser o maior problema. Não saber quanto custaria gerou riscos maiores. Isso porque, a bolsa de valores trabalha com precificação de acontecimentos futuros.

Mas afinal, o que os gringos estão vendo na bolsa?

Em 2021, estrangeiros compraram R$94 bilhões em ações a mais do que venderam. Isso equivale a cerca de 1,8% do total de ações brasileiras indo parar nas mãos de investidores estrangeiros.

Em boa medida, a compra se deu por conta de brasileiros vendendo as ações, ainda que no prejuízo, para investir em Renda Fixa graças a alta nos juros.

Para investidores estrangeiros, o valor da bolsa brasileira comparado ao lucro das empresas está no menor nível da história.

Em 24 de dezembro, a bolsa brasileira era negociada a 6,88 vezes o seu lucro.

Na prática, espera-se que todas as empresas que compõe o índice, gerem em 6,88 anos o seu valor de mercado atual.

Em dezembro de 2020, a bolsa valia cerca de 24 vezes o lucro estimado das empresas.

Na prática, investidores estrangeiros costumam colocar o risco político na conta, já preparados para o longo prazo, ao contrário do investidor local, mais exposto as notícias e emoções de curto prazo da política.

Quer aprender a investir em criptoativos na bolsa, de forma prática e inteligente? Nós preparamos um curso gratuito com o passo a passo. Clique aqui para acessar.
Como era o Brasil no ano da conquista do penta Como Elon Musk transformou $28 mil em $330 bilhões Binance fecha acordo com Cristiano Ronaldo para promover NFTs O quanto a gasolina aumentou em cada governo Engenheiro da Google diz ter criado uma robô com alma