Artigo

Com zero de impostos, El Salvador terá cidade baseada em Bitcoin


Por Felippe Hermes
novembro 23, 2021

[post-views]

El Salvador deve ter cidade com 0 de impostos sobre a renda, além de emitir $1 bilhão em títulos lastreados em Bitcoin.

Desde que tornou o Bitcoin uma moeda de curso legal, em 7 de setembro deste ano, El Salvador tem buscado criar um clima pró-investimento para atrair a comunidade cripto ao país.

Desde então, o governo já anunciou a criação de uma carteira de bitcoin, utilizada por 3 milhões de usuários (metade da população do país), além da destinação do lucro com investimentos na maior das criptomoedas para construção de 20 novas escolas.

Agora o país, na figura do presidente Nayib Bukele, está anunciando o lançamento de uma nova cidade, em formato circular, como uma enorme moeda, na base do vulcão Conchaga, totalmente baseado na cripto.

Em apresentação durante um evento no último sábado, voltado para o público cripto, o presidente afirmou que a nova cidade terá áreas residenciais, comerciais, museus, entretenimento, bares e restaurantes voltados para o Bitcoin.

O país, que possui cerca de 9 milhões de cidadãos, dos quais 3 milhões vivem nos Estados Unidos, têm chamado atenção da indústria cripto, um setor que recentemente atingiu $3 trilhões de dólares em ativos, ou quase 120 vezes a riqueza anual produzida pelo país, cujo PIB está em $24,2 bilhões.

Dependente de remessas de recursos vindas do exterior, o país apostou no Bitcoin como maneira de escapar das altas taxas cobradas por empresas como a Western Union, que fatura por ano $400 milhões para promover as transações entre os salvadorenhos vivendo nos EUA e seus familiares vivendo em El Salvador.

Agora, com o lançamento da nova cidade, o país deve contar com uma zona de desenvolvimento especial, com impostos em 0% sobre a renda, atraindo capital para promover, segundo o governo, “emprego e desenvolvimento”.

A região, porém, deve cobrar o VAT, ou imposto sobre valor agregado, com metade deste valor sendo destinado para construir a infraestrutura na região.

A construção da cidade deve iniciar em 2022, bancada pela primeira emissão de dívida externa lastreada em Bitcoin no mundo.

No mesmo evento, Bukele anunciou a emissão de títulos no valor de $1 bilhão, dos quais $500 milhões devem ser utilizados para comprar Bitcoin, enquanto outros $500 milhões devem ser direcionados para investimentos em mineração, usando a energia geotermal do vulcão.

O título salvadorenho deve pagar 6,5% ao ano em juros, além de um prêmio em Bitcoins, com um lokcup de 5 anos.

cool good eh love2 cute confused notgood numb disgusting fail
Até o Fiat Marea valorizou mais que o Ibovespa 5 mitos do governo Lula que você sempre acreditou O quanto os primeiros investidores do Nubank lucraram As 5 NFTs mais bizarras já vendidas Petrobras vende refinaria e acaba com monopólio de 69 anos