Artigo

Coinbase

Coinbase pode valer mais do que Uber e Snapchat no dia do IPO


Por Marcelo Campos
abril 6, 2021

[post-views]

A Coinbase será enfim listada na Nasdaq no próximo dia 14. A abertura de capital, que pode se tornar a maior da história com farta margem, deve posicionar a exchange americana como uma empresa maior que a Uber e o Snapchat já no primeiro pregão.

O aguardado IPO da Coinbase, segunda maior exchange de criptoativos do mundo, enfim ganhou data de estreia: 14 de abril. Hoje, em preparação para a oferta pública de ações, a empresa forneceu um documento com perspectivas financeiras para o ano.

Os papéis da Coinbase serão listados na Nasdaq sob o ticker “COIN” e suas ações devem iniciar as negociações cotadas entre $300 e $350 dólares. Seguindo a estimativa atual, a exchange americana pode ultrapassar a Uber e o Snapchat em valor de mercado já no seu primeiro pregão.

Enquanto a Uber detém valor de mercado aproximado de $106 bilhões de dólares, o Snapchat é avaliado em $85 bilhões. Considerando a cotação esperada pela Coinbase, a exchange alcançaria sem muitas dificuldades a marca de $100 bilhões em valor de mercado no dia do IPO.

A estimativa, no entanto, é conservadora. Isto ocorre pois a FTX, bolsa de derivativos de criptomoedas, tem se especializado em lançar tokens para capturar a euforia do mercado durante pré-IPOs. O Coinbase Pre-IPO tokenized stock FTX (CBSE) começou a ser negociado em 22 de Dezembro custando $234 dólares. Até o fechamento desta matéria, o CBSE trocava de mãos por $474 dólares.

Claro que o token em uma bolsa de derivativos é muito mais volátil do que o papel que será negociado pela Coinbase. Mas utilizando o valor como uma estimativa muito otimista, a exchange americana pode alcançar aproximadamente $135 bilhões de dólares em valor de mercado já na sua primeira sessão na Nasdaq.

Mesmo que a previsão não se concretize, Brian Armstrong, CEO da Coinbase, deve entrar para a seleta lista de decabilionários após o IPO. Segundo estimativas da Coindesk, Armstrong deve alcançar a fortuna de US$13.6 bilhões no próximo dia 14.

“Crypto Stocks” ganham tração

Com a abertura de capital da exchange americana, as chamadas “Crypto Stocks” ganham momentum. O grupo composto por empresas que desenvolvem a indústria blockchain, ou detém parte do seu caixa em Bitcoin, tem observado ganhos suntuosos no decorrer do atual ciclo de alta.

A MicroStrategy, por exemplo, já observa valorização de quase 400% em seus papéis listados em bolsa após anunciar a primeira compra de Bitcoin em setembro passado. A empresa de Michael Saylor, que na prática tem se tornado um ETF de Bitcoin para seus acionistas, já acumula 91.579 Bitcoins.

A listagem direta da Coinbase, no entanto, coloca o mercado de criptoativos em um novo patamar. Isto ocorre pois a abertura de capital da exchange americana deverá se tornar, com farta margem, a maior da história. Mesmo ajustando listagens antigas pela inflação, a Coinbase deve arrecadar ao menos $39 bilhões na quarta-feira (14).

Com a cifra atual, a exchange americana deve protagonizar a maior captação da história, superando em termos reais a japonesa NTT Mobile, a Saudi Aramco e a Alibaba, por exemplo.

Sendo a primeira gigante do mercado de criptoativos a abrir capital em bolsa, a Coinbase precifica o valuation das demais empresas da indústria e incentiva o ambiente cripto a buscar formas tradicionais de financiamento.


Para se manter atualizado, siga a QR Capital no Instagram e no Twitter.

cool good eh love2 cute confused notgood numb disgusting fail