Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Investimentos

Tesla perde $100 bilhões em um dia com queda de 11%

Em um dia vermelho para o mercado americano, a Tesla viu sua capitalização diminuir em $100 bilhões com uma queda de mais de 11%.

Um dia após o anúncio da aprovação do acordo de aquisição entre Elon Musk e o conselho administrativo do Twitter, a Tesla, montadora fundada e dirigida pelo bilionário, sofreu uma queda acima dos dois dígitos.

Diante da sangria geral do mercado americano, que viu o S&P500 e Nasdaq apresentarem quedas superiores a 3%, a Tesla teve sua capitalização subtraída em mais de $100 bilhões com as quedas.

Entre os fatores influenciadores da queda, está o iminente anúncio do aumento de juros aguardado para o começo de maio, durante as reuniões da cúpula do FED.


Não menos importante se posiciona a apreensão sobre a aquisição individual do Twitter por Elon Musk, que possivelmente deve buscar liquidez em suas participações na Tesla.

Guarnecido de um patrimônio superior a $200 bilhões, Musk possui uma quantidade ínfima do dinheiro líquido necessário para se fechar o acordo de aquisição do Twitter, o que deve levá-lo a buscar acordos financeiros como empréstimos ou até mesmo vendas de suas participações para garantir a aquisição.

Com isso, as ações da Tesla despencaram em mais de $100, retornando para uma linha inferior a casa dos $900, o que causou uma perda de mais de $100 bilhões na capitalização da montadora

Embarque em mais de 150 horas de conteúdo exclusivo sobre o universo das criptomoedas e blockchain na Plataforma BlockTrends.

Aquisição do Twitter foi o 3º maior acordo da década

Onze dias após oferecer $43 bilhões para adquirir o Twitter, o conselho administrativo da rede social anunciou a aprovação do histórico acordo de aquisição por parte de Elon Musk.

Pagando $54,2 por cada ação ordinária da rede social, Musk pretende tomar total controle da empresa e fechar o seu capital, tornando-se dono interino da rede e estabelecendo novas políticas de uso em sua empresa.

O executivo é um dos usuários com maior engajamento do Twitter, muitas vezes divulgando memes e provocações para os mais de 80 milhões de seguidores.

Onze dias após oferecer $43 bilhões para adquirir o Twitter, o conselho administrativo da rede social anunciou a aprovação do histórico acordo de aquisição por parte de Elon Musk.

Pagando $54,2 por cada ação ordinária da rede social, Musk pretende tomar total controle da empresa e fechar o seu capital, tornando-se dono interino da rede e estabelecendo novas políticas de uso em sua empresa.

O executivo é um dos usuários com maior engajamento do Twitter, muitas vezes divulgando memes e provocações para os mais de 80 milhões de seguidores.

Desde o final de março ele havia começado a falar abertamente sobre as mudanças que gostaria de impor em uma plataforma de mídia social, sinalizando os primeiros movimentos de uma das maiores transações empresariais da história.

O acordo fechado pelo Twitter nesta segunda, se consolida como a terceira maior aquisição da década, ficando atrás da aquisição da Blizzard realizada pela Microsoft ($68,7B) e da aquisição da IHS Markit pelo S&P Global ($44B).


$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de traders de criptomoedas. Acesse ByBit.com

Notícias relacionadas



Zicou? Faria Lima terá estátua em homenagem a Satoshi Nakamoto Pós-Halving, comprar um pão em Bitcoin custa R$660? Pela primeira vez em 15 anos, todos bilionários com menos de 30 anos são herdeiros. E isso é ótimo para o Bitcoin Alguém lembrou de 50 centavos em BTC guardados em 2010. Agora valem US$3,3 milhões Por que o Bitcoin está caindo tanto nesta sexta-feira (12)