Categorias: EconomiaNotícias

McDonald’s pagará salário mínimo de US $18 (R$94) por hora nos EUA

Ganhando cerca de US $3.024 (R$15.096) mensalmente, funcionários do piso salarial do McDonalds receberam um aumento de até 66% desde 2020.

Com o primeiro período de “escassez de mão-de-obra” artificialmente criado da história, o mercado de trabalho americano tem enfrentado períodos confusos nunca antes vivenciados em sua história. 

Com a quarentena, políticas assistencialistas emergiram sob a economia americana, fazendo o papel de um “auxílio-emergencial” bem mais generoso do que o concedido para os brasileiros, eram os chamados cheques de estímulos. 

O governo Biden aprofundou os planos de estímulo à economia, assinando uma ajuda de $1400 para cada americano, totalizando quase $400 bilhões em ajuda federal diretamente no bolso das famílias (algo como 1,5% do PIB americano ou 25% do PIB brasileiro).

Como consequência do generoso pacote de ajuda, os americanos voltaram a uma situação inusitada e que já havia se tornado comum em abril e maio de 2020: ficar desempregado é mais lucrativo do que trabalhar.

Desta forma, a economia americana foi influenciada por 2 fatores dissonantes: Grande oferta de dinheiro e pouca oferta de mão-de-obra. A saída? Simples, porém um tanto quanto incomum, aumentar os salários bases.

Números que há 2 anos atrás beiravam a bizarrice se tornaram “modestos” no contexto atual, se estendendo tanto para o setor público quanto para o privado. Antes da pandemia, o departamento do trabalho estimava que os desempregados recebiam em auxílio federal uma média de 45% do seu salário na ativa, ou $377. 

Com os programas de estímulo e alívio às famílias, o valor subiu para $978.

Já na iniciativa privada esse fenômeno se tornou mais bizarro ainda. O McDonalds anunciou em maio que aumentaria os salários iniciais em seus restaurantes de propriedade corporativa de US $11 para US $17. Esse piso salarial ainda aumentou para US $18 dólares, como anunciado em diversos banners em unidades.

Essa foi a única maneira que as empresas encontraram para lidar com a falta de candidatos para suas vagas, e o efeito foi uniforme em todas as corporações.

Nesta segunda-feira (14), a Amazon anunciou que está contratando mais de 125.000 motoristas e funcionários de depósitos pagando um salário médio inicial de US $18 por hora até US $22,50 em alguns lugares. 

Tudo isso recebendo um bônus de inscrição de US $3.000 dólares pela vaga. Desde 2018 a empresa de Jeff Bezos estabeleceu o piso salarial em US $15 por hora, o que é o dobro da lei federal de US $7,25. 


Você pode curtir também ler estes textos aqui:

CHILE CAI 15 POSIÇÕES NO RANKING INTERNACIONAL DE LIBERDADE ECONÔMICA

B3 E QR ASSET LANÇAM CURSO GRATUITO SOBRE CRIPTO

Hugo Montan

Estudante e funcionário da QR Capital.

Comentar

Posts Recentes

Petrobras já vendeu R$250 bilhões em ativos. E o lucro só cresce.

Focando no seu negócio principal de produção e exploração, a estatal se desfez de inúmeros…

7 horas atrás

Como a Magalu foi de estrela da bolsa a -73% de queda no ano

Após uma alta superior a 30.000%, a Magalu agora enfrenta uma tempestade perfeita que derruba…

1 dia atrás

8 mitos sobre o governo Lula em que você sempre acreditou

Muito antes dos grampos da Operação Lava Jato exporem parte daquilo que o ex-presidente Lula…

3 dias atrás

Seu tio estava certo. Investir em terrenos é uma boa ideia, ao menos no Metaverso

Comprar um terreno em um ambiente virtual pode custar mais caro do que uma cobertura…

3 dias atrás

Carros voadores serão realidade já nas olimpíadas de 2024, em Paris

O evento mais assistido do planeta, as Olimpíadas, deve se tornar uma vitrine para exposição…

4 dias atrás

Com venda de refinaria da Petrobras, Brasil pôs fim a um monopólio de 69 anos

Pela primeira vez desde 1953, o setor privado passa a ter fatia relevante no refino…

4 dias atrás

Ao clicar em “Aceitar”, você concorda com o armazenamento de cookies no seu dispositivo para melhorar a navegação no site e ajudar em nossos esforços de marketing.

Política de Privacidade