Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Notícias

JPMorgan quer cobrar de 86 milhões de clientes para manter suas contas correntes

“Não é prático que muitos dos serviços sejam gratuitos se não pudermos tirar proveito desses lucros”, disse Marianne Lake, CEO de banking de consumo e comunitário do JPMorgan.

Os clientes do Chase Bank, banco para o varejo do JPMorgan, em breve podem começar a pagar taxas para poder manter suas contas, e continuarem a custodiar na entidade. Conforme noticiou o Wall Street Journal informa, a decisão impactaria cerca de 86 milhões de clientes.

As possíveis cobranças, segundo Marianne Lake, CEO de banking de consumo e comunitário do JPMorgan, são resultado de novas regras regulatórias que limitam taxas de cheque especial e de atraso.

Faça parte da Comunidade BLOCKTRENDS PRO e lucre em cripto com relatórios semanais, análises diárias, sinais e lives exclusivas.

Lake afirma que o Chase repassará esses custos adicionais aos clientes, o que acabaria com serviços atualmente gratuitos, como contas correntes e ferramentas de gestão de patrimônio. Ela também espera que outros bancos sigam o mesmo caminho.

A ameaça de cobrar por serviços que antes eram gratuitos não é nova. Há mais de uma década, muitos bancos disseram que adicionariam uma taxa de serviço aos cartões de débito devido a mudanças regulatórias. Poucos realmente o fizeram, pois temiam uma revolta dos consumidores.

Isso pode acontecer novamente, especialmente com os consumidores lutando contra a inflação e os custos de vida mais altos, mas não é certo. Apesar disso, a comunidade de entusiastas do Bitcoin oferecem soluções. No cryptotwitter a notícia é constantemente vista como um argumento positivo sobre o poder da autocustódia, que o Bitcoin oferece.

Novas regras limitam pagamentos atrasados

As novas regras limitariam os pagamentos atrasados de cartões de crédito a US$ 8 e as taxas de cheque especial a US$ 3. Novas regras de capital também exigiriam que os bancos mantivessem mais reservas contra hipotecas e empréstimos de cartões de crédito, o que poderia impactar os potenciais de empréstimos ao consumidor, alertam os bancos.

“Não é prático que muitos dos serviços sejam gratuitos se não pudermos tirar proveito desses lucros”, disse Lake.

Se essas regras entrarão em vigor dependerá dos resultados da eleição de novembro. Donald Trump poderia revogá-las ou diluí-las. E os bancos já entraram com ações judiciais para impedir que entrem em vigor. Alguns desses casos estão atualmente pendentes diante dos juízes.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de traders de criptomoedas. Acesse ByBit.com

Notícias relacionadas



Mt. Gox diz que vai pagar US$ 8 bilhões aos credores semana que vem Ancord e BlockTrends lançam primeira Certificação em Criptoativos do Mercado Financeiro e de Capitais Donald Trump Agora Possui US$ 30 Milhões em Memecoins DOG é listada na Bybit e atinge máxima histórica pelo segundo dia consecutivo DOG, memecoin no Bitcoin, atinge nova máxima histórica