Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Blockchain

Investidor destrói US$ 4,5 milhões em Ether

A motivação do investidor ainda é desconhecida, o que aumentou ainda mais a especulação e curiosidade em seu entorno.

Uma pessoa desconhecida, identificada pelo nome ENS nd4.eth, queimou 2.500 ether, cerca de US$ $4,5 milhões. “Queimar”, ou burn, no contexto de criptomoedas significa enviar tokens para um endereço onde eles não podem ser recuperados. Dessa forma, tirando os ativos de circulação.

Contudo, o acontecimento colocou muitos da comunidade de criptomoedas em dúvidas, visto que é incomum alguém destruir uma quantia tão grande. A motivação do investidor ainda é desconhecida, o que aumentou ainda mais a especulação e curiosidade em seu entorno. Além disso, a queima de ether endossa a narrativa do “Ultrasound Money” do Ethereum.

Entre na comunidade BLOCKTRENDS PRO com 15% OFF e receba +20 cursos, análises diárias, relatórios semanais, lives e mais.

Isso é, a narrativa sugere que, ao contrário do Bitcoin, cuja oferta é fixa, o Ethereum pode se tornar deflacionário (ou seja, reduzir sua oferta total) através da queima de ether. O motivo é porque, desde a sua última atualização, o Ethereum não tem mais emissão de novos ethers. Analistas da Lookonchain observaram que nd4.eth também é um grande detentor de tokens de outros projetos, e também queimou quantias menores desses tokens.

Além disso, recentemente, um desenvolvedor confundiu a rede de testes da Ethereum com a principal. Desse modo, ao criar um contrato inteligente travou 10 mil Ethers, ou cerca de US$ 18,27 milhões, por um período de 100 anos.

Ao contrário da queima, esse valor será colocado de volta em circulação, mas apenas após o período determinado pelo criador do contrato, de 100 anos.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de traders de criptomoedas. Acesse ByBit.com

Notícias relacionadas