Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Blockchain

‘Gêmeos do Facebook’ doam US$ 2 milhões em Bitcoin para Trump

Ambos os irmãos justificaram que Trump é um candidato “pró-Bitcoin” e “pró-cripto”.

Os gêmeos do Facebook, para quem viu o filme “A rede social”, ou os co-fundadores da Gemini, para aqueles que são do mercado cripto, anunciaram uma doação de US$ 1 milhão cada para a campanha presidencial de Donald Trump.

Cameron e Tyler Winklevoss, em postagens no X, disseram que cada um enviaria 15,47 BTC, aproximadamente US$ 1 milhão, para sua campanha. Além disso, ambos disseram que em 5 de novembro, nas eleições presidenciais, irão votar no candidato Trump em prol do mercado de criptomoedas no país.

Faça parte da Comunidade BLOCKTRENDS PRO e lucre em cripto com relatórios semanais, análises diárias, sinais e lives exclusivas.

Ambos os irmãos justificaram que Trump é um candidato “pró-Bitcoin” e “pró-cripto”. Por outro lado, o presidente atual Joe Biden havia “declarado abertamente guerra contra as criptomoedas” enquanto estava no cargo.

“O presidente Donald J. Trump é a escolha pró-Bitcoin, pró-cripto e pró-negócios”, afirmou Tyler. “Isso nem está remotamente em debate. Qualquer um que diga o contrário está gravemente desinformado, delirante ou não está dizendo a verdade […] É hora de o exército cripto enviar uma mensagem a Washington. Atacar-nos é suicídio político.”

Ademais, Tyler citou especificamente as ações de fiscalização da Comissão de Valores Mobiliários dos EUA contra empresas de criptomoedas sob a administração Biden e a “armação do sistema bancário contra empresas de criptomoedas”.

Gêmeos (do Facebook) em ação

Os irmãos Winklevoss supostamente participaram de um evento de arrecadação de fundos para Trump em junho, com custo de até US$ 300.000 por pessoa. Eles também doaram cerca de US$ 5 milhões para o comitê de ação política Fairshake e seus afiliados. Estes por sua vez, que têm sido responsáveis por anúncios de ataque contra legisladores e apoiando certos candidatos democratas e republicanos para cargos públicos.

Nos últimos dois meses, Trump chamou atenção por ser bastante pró-cripto e Bitcoin. Desse modo, entre seus flertes cm a comunidade cripto está a organização de um jantar para os detentores de seu token não-fungível (NFT), que inclusive lançou também em formato de Ordinals no Bitcoin.

Por fim, o último flerte foi quando disse que sua campanha aceitará doações em cripto e se encontrou com executivos de grandes empresas de mineração.

“A administração Biden poluiu a missão e corrompeu a integridade destas agências. Portanto, todos eles são liderados por burocratas não eleitos nomeados pelo Presidente Biden para cumprir as suas ordens de marcha. A bússola moral destes soldados de infantaria é o ganho político e a sua vocação superior é o poder político. Além disso, o Congresso nunca lhes concedeu autoridade estatutária para determinar o destino da indústria cripto ou de qualquer outra indústria legal na América e eles são totalmente desqualificados para agir como guardiões da vida económica no nosso país. Esse é o papel do mercado”, escreveu o Gêmeo Tyler.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de traders de criptomoedas. Acesse ByBit.com

Notícias relacionadas



Mt. Gox diz que vai pagar US$ 8 bilhões aos credores semana que vem Ancord e BlockTrends lançam primeira Certificação em Criptoativos do Mercado Financeiro e de Capitais Donald Trump Agora Possui US$ 30 Milhões em Memecoins DOG é listada na Bybit e atinge máxima histórica pelo segundo dia consecutivo DOG, memecoin no Bitcoin, atinge nova máxima histórica