Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Blockchain

Ethereum é mais ESG que Bitcoin, segundo relatório

Bitcoin ocupa o último lugar em Ambiental. Isso devido ao alto consumo de eletricidade e ao carbono gerado devido à mineração.

O Ethereum liderou o primeiro ranking ESG de blockchain, seguido por Solana e Cardano. Enquanto que, o Bitcoin ficou para trás devido ao uso de energia pesada advindo da mineração, de acordo com a pesquisa da empresa de dados de criptoativos CCData.

Nesse sentido, o primeiro relatório do gênero da CCData, criado em conjunto com o Crypto Carbon Ratings Institute (CCRI), avaliou 40 dos maiores ativos digitais. A pesquisa avalia parâmetros como descentralização, segurança e impacto climático.

Faça parte da Comunidade BLOCKTRENDS PRO e lucre em cripto com relatórios semanais, análises diárias, sinais e lives exclusivas.

Em seguida, os pontos para cada métrica foram agregados e ponderados para uma pontuação geral. Na escala, de no máximo 100 pontos, a métrica é representada com uma nota final desde AA (melhor) até E (pior).

Desse modo, o relatório frisa que o papel do ESG (boas práticas no meio ambiente, social e de governança em investimentos estão se tornando cada vez mais predominantes nas teses de investidores institucionais e grandes empresas de gestão de ativos.

Bitcoin x Ethereum: quem é mais ESG?

Embora o Bitcoin ocupe o segundo lugar em Social e o quarto em Governança, ocupa o último lugar em Ambiental. Isso devido ao alto consumo de eletricidade e ao carbono gerado devido à mineração.

“Isso reflete o baixo desempenho ambiental esperado de Ativos de prova de trabalho (algoritmo de consenso usado pelo blockchain), que, por outro lado, pontua bem em Social e Métricas de governança”, diz.

Por outro lado, o Ethereum, o ativo com melhor desempenho no Benchmark, produziu excelentes pontuações em cada seção. O blockchain foi o único ativo a receber uma Nota AA superior a 70 pontos.

“A recente mudança do Ethereum para Proof-of-Stake é uma força motriz por trás de suas pontuações consistentes em todas as seções. Refletindo seu compromisso com a sustentabilidade, mantendo fortes princípios da descentralização”, escreve.

O blockchain da Ethereum, utilizava a mesma forma de mineração, o proof of work, que o Bitcoin até meados do ano passado. Contudo, após a atualização The Merge, seu algoritmo de consenso mudou para proof-of stake.

“O ESG Benchmark é um primeiro passo crítico para melhorar a resiliência do setor diante dos desafios e críticas do ESG por parte de reguladores, formuladores de políticas e mídia, que consideram os requisitos de ESG uma prioridade”, diz o relatório. Além disso, na questão de descentralização, outros blockchains bem rankeados foram Solana, Cardano e Polkadot. Todas obtiveram uma nota A nesse quesito.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de traders de criptomoedas. Acesse ByBit.com



Trader faz US$ 6.500 virar US$ 5,6 milhões com criptomoedas meme do Trump após ele falar bem do mercado “O único defensor do livre mercado no mundo é bizarramente da Argentina”, diz ex-gestor de George Soros Instituto mobiliza BTG e Starlink, de Musk, para garantir internet em meio a enchentes no RS Bybit começa a oferecer renda passiva em dólar descentralizado Baleia de Bitcoin acorda após 10 anos e move US$43,9 milhões que comprou por US$2 dólares