Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Economia

Consignado do Auxílio-Brasil pode ter juros de 86%

Risco de imagem e baixo retorno potencial afastam grandes bancos do empréstimo para beneficiários do auxílio federal.

Criado em 2004, o empréstimo consignado se tornou um nicho importante para os bancos brasileiros. O baixo risco de inadimplência, dado que o recurso é descontado diretamente do benefício (previdenciário ou salário do funcionário público e privado), levou os bancos a embarcarem na ideia.

Para os aposentados ou trabalhadores que se enquadram na modalidade, as taxas de juros de 1,6% ao ano, na média, soam mais interessantes do que a média do crédito pessoa física, em 7,9% ao mês.

Faça parte da Comunidade BLOCKTRENDS PRO e lucre em cripto com relatórios semanais, análises diárias, sinais e lives exclusivas.

Apenas nos últimos 2 anos, em meio a pandemia, o crédito consignado atingiu uma carteira de R$513 bilhões, alta de 30% com relação a 2019.

A facilidade de liberação do crédito agora deve chegar aos beneficiários do Auxílio Brasil, segundo planos do governo.

A expectativa é de que a nova modalidade comece a ser válida entre os dias 25 e 31 de Agosto. 

Com a medida, beneficiários do auxílio poderão tomar empréstimos cujas parcelas atinjam até 40% do valor do benefício. 

Na prática, em um empréstimo de R$2600, pode ser feito em 24 parcelas de R$167, o que implica em um pagamento total de R$4008, ou 3,79% ao mês em juros. 

Em alguns casos, é possível encontrar opções de empréstimo na modalidade com taxas de juros de 5,85% ao mês, o que representa quase 100% ao ano. 

Para o presidente do Bradesco, Octavio de Larari, porém, o empréstimo não deve ser considerado pelo banco, uma vez que se trata de um empréstimo com juros feito para pessoas em situação vulnerável.

Outros bancos, como o C6, Itaú e Santander também tem negado participar da modalidade. Na prática, o risco de imagem para a instituição e o baixo potencial de retorno, tem afastado bancos maiores, mantendo a linha disponível em financeiras e bancos menores.

Outras instituições, como o Banco Pan, devem participar. 

O presidente Jair Bolsonaro pretende se reunir com a Febraban, Federação Brasileira dos Bancos, para fazer um apelo em torno dos juros cobrados. 

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de traders de criptomoedas. Acesse ByBit.com

Notícias relacionadas