Artigo

captcha

Como você poderia ter se tornado milionário resolvendo captchas


Por Hugo Montan
Abril 12, 2021

[post-views]

Já pensou em ganhar o equivalente a R$1.700.000 por resolver um simples captcha de texto? Por mais bizarro que isso possa parecer, essa situação ocorreu quando o Gavin Andresen desenvolveu um site denominado de “Bitcoin Faucet”, com o intuito de impulsionar a adoção da criptomoeda.

Em 2010 o desenvolvedor de software Gavin Andresen criou um site usando o domínio “freebitcoins.appspot.com” com um simples intuito, distribuir 5 bitcoins para cada visitante do site que resolvesse um simples captcha de texto. Qualquer pessoa que fizesse login no site teria direito a receber 5 bitcoins diariamente. Em valores atuais, se você tivesse acessado e resolvido os captchas durante 1 semana, receberia uma bagatela que valeria aproximadamente 12 milhões de reais hoje em dia.

Inicialmente Garvin abasteceu o site com cerca de 1.100 bitcoins pagos por ele mesmo, quando a moeda era cotada em centavos. Após todos eles serem distribuídos e o site ter se popularizado, Garvin obteve apoio de alguns dos primeiros mineradores e baleias que o ajudaram a abastecer o site novamente.

Estima-se que o site distribuiu ao todo 19.700 bitcoins, ou seja, aproximadamente 7 bilhões de reais.

Tudo sobre blockchain, investimentos e economia.

Assine a nossa newsletter

BLOCKTRENDS

Assine Grátis nossa Newsletter e acompanhe as tendências sobre blockchain, investimentos e economia.

 Garvin Andresen não foi apenas um grande entusiasta do bitcoin como também desempenhou um papel importante no desenvolvimento do bitcoin. Ele foi o desenvolvedor responsável pela implementação do software de referência do BTC, tendo participado da equipe de desenvolvimento central em 2012.

Bem, podemos dizer que de uma forma ou de outra a missão de Garvin foi bem sucedida, uma vez que o bitcoin vem tomando proporções nunca antes imaginadas. A história vem sendo relembrada na rede social “Reddit”, onde uma print do site vem circulando.                       

CORRETORAS JÁ DISTRIBUÍRAM MILHÕES EM BÔNUS DE BITCOIN NO BRASIL

Em 2016 a Foxbit fez algo parecido em busca de atrair novos usuários. Uma pessoa ao se cadastrar na plataforma tinha direito a um bônus de 2-5 reais, muitos usuários foram atraídos para a plataforma desta forma.

Além destes bônus, a Foxbit também realizava campanhas publicitárias em palestras e eventos, nos quais eram entregues cartões que tinham um QR Code que direcionava os usuários a uma página onde ela ganhava algumas frações de bitcoin para sua carteira pessoal (os famosos satoshis).

Ao todo a Foxbit distribuiu mais de R$50 milhões dentre bônus e cartões presentes para seus usuários.

Essa não é uma ideia lá muito nova. Quando Peter Thiel e Elon Musk ainda estavam em lados opostos, ambos lutavam para atrair clientes em suas plataformas de transferência de recursos, a Confinity e a X.com respectivamente, distribuindo bônus de até $10 por novo usuário.

A briga, que geraria uma “queima de caixa”, assustando os investidores, seria interrompida apenas quando ambos chegaram a um acordo, fundindo as duas empresas e criando o hoje mundialmente conhecido “PayPal”.

A diferença, claro, é que de lá pra cá o dólar em si apenas perdeu valor, enquanto o bitcoin vem se mostrado um moeda “deflacionária”.

Tudo sobre blockchain, investimentos e economia.

Assine a nossa newsletter

BLOCKTRENDS

Assine Grátis nossa Newsletter e acompanhe as tendências sobre blockchain, investimentos e economia.

Para se manter atualizado, siga a QR Capital no Instagram e no Twitter.

cool good eh love2 cute confused notgood numb disgusting fail