Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Notícias

Paraguai prefere vender energia para mineradores de Bitcoin do que para o Brasil

Atualmente, parte desse excedente de energia é redirecionada para o Brasil, que paga um terço do que algumas empresas de mineração pagam por essa energia.

O Paraguai planeja investir na venda de energia para mineradores de Bitcoin no país, e direcionar a energia excedente da Itaipú para essa atividade. Javier Gimenez, do Ministério da Indústria e Comércio do Paraguai, afirmou que vender a energia do Paraguai para empresas de mineração de bitcoin faz parte da estratégia do governo.

O país precisaria de três anos para fazer a transição e aproveitar 50% da energia gerada, estimou Gimenez. Atualmente, apenas 20% da energia gerada pelo sistema da barragem de Itaipu, uma das maiores centrais hidrelétricas do mundo, é utilizada.

Faça parte da Comunidade BLOCKTRENDS PRO e lucre em cripto com relatórios semanais, análises diárias, sinais e lives exclusivas.

Parte desse excedente de energia é redirecionada para o Brasil, que paga um terço do que algumas empresas de mineração pagam por essa energia. Conforme o ministro, o plano busca reconstruir a indústria paraguaia em três anos como parte de uma fase de transição. Portanto, para isso, os mineradores serão essenciais para a reconstrução do país.

Chega de Brasil, energia agora vai para mineradores de Bitcoin

Em uma reunião com representantes brasileiros da câmara de comércio conjunta, Gimenez explicou que os excedentes de energia do Paraguai poderiam abastecer 10.000 indústrias. Contudo, apenas algumas podem aproveitar isso no momento.

É por isso que o governo continuará fornecendo energia para os mineradores de bitcoin, que têm uma demanda constante por essa energia. Vale lembrar que existem operações de mineração de Bitcoin ilegais no país, e o plano do governo também é reduzir este número.

“Estamos nos apressando para atrair indústrias. Mas seria bom se déssemos energia aos mineradores de criptomoedas, onde há demanda. Desse modo, para que eles a usem enquanto isso”, disse o ministro.

Ele também revelou que, após alguns anos, o governo substituiria as atividades de mineração de bitcoin por indústrias intensivas em mão de obra. Assim, trazendo empregos para mais paraguaios.

No entanto, ele reconheceu que essa abordagem não seria popular em alguns círculos. “A imprensa te ataca todos os dias quando você quer implementar uma ideia como essa. Mas o presidente não tem medo”, enfatizou.

O Paraguai tem lutado contra atividades ilegais de mineração de bitcoin, tendo recentemente desconectado uma fazenda com mais de 2.700 mineradores ligados diretamente à rede, evitando os pagamentos pela energia usada.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de traders de criptomoedas. Acesse ByBit.com

Notícias relacionadas



Ancord e BlockTrends lançam primeira Certificação em Criptoativos do Mercado Financeiro e de Capitais Donald Trump Agora Possui US$ 30 Milhões em Memecoins DOG é listada na Bybit e atinge máxima histórica pelo segundo dia consecutivo DOG, memecoin no Bitcoin, atinge nova máxima histórica Investidor lucra mais de US$180 mil (154.724%) com bug de Berkshire Hathaway