Artigo

tela com cotações da bolsa de valores

Bingo! Os erros mais comuns ao investir na bolsa.


Por Money Maker
Abril 16, 2021

[post-views]

Seja você um principiante ou veterano, existem erros até mesmo banais que podem impactar o seu resultado. Resumimos aqui os mais relevantes para lhe ajudar nessa jornada!

Fala a verdade, prefere celebrar sucessos ou relembrar suas falhas? Pergunta retórica, claro, obviamente e talvez até por uma defesa natural de nossa sanidade mental preferimos reviver nossos bons momentos.

Por mais que saibamos da importância de aprender com nossos erros a grande verdade é que mesmo inconscientemente praticamos a rotineira faxina mental de colocar esses dissabores distantes de nossa visão.

Se nossas memórias fossem uma bela sala, olhar debaixo do tapete certamente traria surpresas não muito agradáveis.

Tudo sobre blockchain, investimentos e economia.

Assine a nossa newsletter

BLOCKTRENDS

Assine Grátis nossa Newsletter e acompanhe as tendências sobre blockchain, investimentos e economia.

Uma boa maneira de não perder esses aprendizados e nem os deixar converterem-se em vícios que deixamos de notar é o humor. Um recurso que nos ajuda a cutucar algumas verdades sem que isso agrida o nosso ego.

Sim, ao final do dia o nosso ego é o grande faxineiro que mantém a sala em ordem e evita que olhemos embaixo do tapete e nos cantos ocultos.

A risada desmonta suas defesas.

O humor, ainda que sutil, permite que a crítica seja colocada e mesmo sem perceber fazermos essa reflexão.

Nesse sentido te convido a um bingo. Um bingo de nossos erros ao investir na bolsa.

Aqui está a sua cartela. Acomode-se bem, pegue uma caneta e convide seu ego a participar contigo desse jogo. Vale linha, mas se “bingar” com cartela cheia o prêmio é maior.

Entre uma partida e outra…

Não sei se essa cartela foi a sua “cartela da sorte” (sorte?). Como todo bom bingo pode ser que não tenham saído os seus erros mais comuns nela.

Limitar os possíveis erros no mercado a doze (os espaços em nossa cartela) é obviamente bem simplista. Provavelmente alguns até mais graves ficaram de fora.

Talvez não tenha gritado “bingo” nessa rodada, mas dificilmente ficou sem marcar algum pontinho. Aqui o convite que faço, através dessa brincadeira, é para que reserve um tempo para revisar seus erros além dos saborosos momentos de celebrar os sucessos.

Alguns desses erros podem seguir se repetindo de forma silenciosa. Vícios que carregamos sem nos dar conta, muitas vezes até deixando que o nosso ego os mascare colocando a culpa dos insucessos em fatores externos.

A culpa é do mercado, do governo, dos grandes investidores, do home-broker, da governança ruim da empresa, da dica furada que peguei no Zazap…

Enfim, a lista é grande e raras vezes aceitamos que o maior responsável por nossos insucessos somos nós mesmos.

Mas esse ponto não é um erro!

Pensei nisso quando coloquei a palavra “alavancar”. Sim, de fato se pensarmos bem alavancar é simplesmente uma das ferramentas que o mercado nos oferece para potencializar nossas operação. Como uma faca, numa comparação bem simplista, que tem múltiplas aplicações inclusive a de ser usada como arma.

Mesmo o uso como arma não é por si mesmo um erro, dependendo do contexto e da necessidade.

Tem razão.

Precisamos sempre contextualizar cada um desse pontos que levantei para entender onde está o erro. Alguns são mais óbvios, ainda assim para todos eles a boa leitura vai um pouco além da brincadeira do bingo.

A cartela faz a provocação inicial, vence a primeira barreira do ego, mas cabe a você aprofundar um pouco mais colocando contexto e a sua própria experiência para “validar” esse erro.

Cuidado, porém, que o seu ego novamente entrará em cena. Frases do tipo:

Tudo sobre blockchain, investimentos e economia.

Assine a nossa newsletter

BLOCKTRENDS

Assine Grátis nossa Newsletter e acompanhe as tendências sobre blockchain, investimentos e economia.

“Ah, mas eu sei como fazer”

“Nunca perdi fazendo isso”

“Nunca fiz isso”

Sim, podem ser pontos válidos. Por outro lado, podem também ser apenas armadilhas mentais de seu ego tentando racionalizar e novamente varrer o erro para baixo do tapete de suas memórias…

O primeiro passo não é argumentar contra (ou a favor) dos seus erros, mas simplesmente identificar se eles foram fatores que impactaram seus resultados. Mais importante ainda do que só olhar o histórico é atentar se eles seguem influenciando negativamente sua maneira de investir.

Você precisar olhar além da racionalização do ego para encontrá-los. Estarão, em geral, enterrados nas confortantes desculpas que jogam para terceiros as nossas responsabilidades.

E faço o que com tudo isso? Sento e choro?

Ok, então você “bingou” (ou marcou muitos pontos), percebeu que segue cometendo esses erros e bateu o desânimo. Bom, de certa forma é justamente para evitar esse resultado que o ego trabalha para escondê-los.

Minha sugestão é converter essa sensação de incapacidade em propulsor para mudanças. Papo de coach? Talvez, mas verdadeiro.

O ponto principal é não parar na sessão lamentação. Ter identificado erros (inclusivo aqueles que não coloquei nessa cartela provocativa) é o primeiro passo para tomar decisão e mudar o rumo em relação a eles.

Tudo sobre blockchain, investimentos e economia.

Assine a nossa newsletter

BLOCKTRENDS

Assine Grátis nossa Newsletter e acompanhe as tendências sobre blockchain, investimentos e economia.

É fato que dar a visibilidade a indicadores melhora, mesmo que nada planejado seja feito, a performance em relação a eles. Porém podemos e devemos ir além.

Alguns erros podem se converter em ferramentas úteis. Veja o caso que citei da alavancagem. Minha opção pessoal foi a de não a utilizar na minha estratégia, porém muitos fazem uso desse recurso com excelentes resultados.

Aprenderam a usar a ferramenta, conhecem e fazem uma boa gestão dos seus riscos. Conhecimento, experiência e vigilância.

Outros erros podem ser minimizados com a lembrança contínua e a repetição. Tentar adivinhar o futuro é um desses, em que precisamos relembrar diariamente frente ao encanto que gurus e profetas despertam em nosso inconsciente.

Ajuda também trocar por alternativas, como trabalhar com cenários ao invés de futurologia. Aliás ampliar probabilidades a nosso favor é nossa tarefa principal como investidores.

Há também aqueles erros que podem nos levar a decisões mais radicais. Alguns investidores podem concluir que não tem o emocional para resistir ao fluxo de notícias, dicas e inerente volatilidade do mercado e optar por delegar a gestão de seus investimentos a um gestor profissional.

Enfim, cobrir cada um desses pontos em nossa cartela desse bingo imaginário renderia alguns boas horas de conversa. Não é meu objetivo nesse artigo. Espero, isso sim, ter despertado em você o interesse em se conhecer melhor.

Identifique onde estão seus erros mais comuns. Monte a sua própria cartela de bingo e mantenha-a sempre à vista.

Você não perde para o mercado, perde para você mesmo.

Vamos juntos!

André Barros – Money Maker

cool good eh love2 cute confused notgood numb disgusting fail