Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Blockchain

Binance começa a aceitar depósitos e saques em Lightning

Contudo, especialistas dizem que a tecnologia não é segura, e podem causar prejuízos aos usuários.

A Binance anunciou nesta segunda-feira (17) que concluiu a integração do Bitcoin (BTC) na Lightning Network. Nesse sentido, a corretora afirma que depósitos e saques para Bitcoin (BTC) agora estão abertos na segunda camada do bitcoin.

A Lightning Network trata-se de uma camada de pagamentos executada acima do blockchain principal do Bitcoin. Desse modo, a rede funciona por meio de canais de pagamentos fora do blockchain, que quando abertos, podem ser usados para transacionar remessas entre múltiplas carteiras.

Entre na comunidade BLOCKTRENDS PRO com 15% OFF e receba +20 cursos, análises diárias, relatórios semanais, lives e mais.

A ideia da rede de segunda camada, é de escalar os pagamentos na maior rede de criptomoedas do mundo, em valor de mercado. Nesse sentido, os depósitos e saques pela Binance, por rede Lightning, tem como objetivo de baratear e escalonar as operações.

Críticas à rede Lightning

Contudo, especialistas dizem que a tecnologia não é segura, e podem causar prejuízos aos usuários. Conforme Joel Valenzuela, criador de conteúdo na Digital Cash Net, os agregadores de informações BitcoinVisuals e 1ML mostram a diminuição ou estagnação em canais Lightning, tanto em sua capacidade total quanto em praticamente todas as outras métricas.

“Sim, ainda não é um mercado em alta, mas as taxas on-chain estão abaixo do dólar, o que é um ótimo momento para abrir canais. Não está acontecendo”, coloca. Ele mostra que, os usuários no bitrefill, empresa de pagamentos com criptomoedas, preferem utilizar a Litecoin ao invés do Bitcoin.

“Isso ocorre porque o Lightning tem uma experiência de usuário ESTRUTURALMENTE pior do que no blockchain. E quanto mais canais você usar (quanto mais descentralizado for), menos você economiza no blockchain e maior a chance de qualquer pagamento não passar”, escreve.

A solução que está sendo utilizada, é a criação de carteiras custodiadas. Ou seja, ambientes que controlam os fundos dos usuários, e fazem a gestão dos pagamentos dentro de um próprio hub.

Contudo, Valenzuela aponta que a solução torna o Bitcoin mais centralizado, e não é a ideal. “Criptomoedas permitem que você use dinheiro que não pode ser inflado, você controla 100% e pode usar sem ser censurado. O modelo de hub Lightning faz tudo isso hoje, mas pode comprometer rapidamente tudo, menos a primeira vantagem da criptografia. Uma aposta arriscada, mas os usuários do Lightning podem não ter escolha”, finaliza.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de traders de criptomoedas. Acesse ByBit.com



Trader faz US$ 6.500 virar US$ 5,6 milhões com criptomoedas meme do Trump após ele falar bem do mercado “O único defensor do livre mercado no mundo é bizarramente da Argentina”, diz ex-gestor de George Soros Instituto mobiliza BTG e Starlink, de Musk, para garantir internet em meio a enchentes no RS Bybit começa a oferecer renda passiva em dólar descentralizado Baleia de Bitcoin acorda após 10 anos e move US$43,9 milhões que comprou por US$2 dólares