Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Economia

Argentina registra zero inflação pela primeira vez em 30 anos

Milei comemora um marco que não ocorria desde o governo de Carlos Menem.

Pela primeira vez em 30 anos, a Argentina registrou zero inflação no setor de alimentos e bebidas. Os dados são referentes à terceira semana de junho, de acordo com a consultoria Econométrica. Portanto, sob a administração do presidente Javier Milei, o marco representa um grande passo na luta do país contra a inflação galopante.

Portanto, Milei comemora um marco que não ocorria desde o governo de Carlos Menem. Segundo dados da consultoria Econométrica, dirigida por Ramiro Castiñeira, esse êxito representa um avanço significativo na batalha contra a inflação.

Faça parte da Comunidade BLOCKTRENDS PRO e lucre em cripto com relatórios semanais, análises diárias, sinais e lives exclusivas.

O relatório da Econométrica revela que a terceira semana de junho na Argentina registrou uma inflação de 0,0% em alimentos e bebidas. Para comparação, a segunda semana de junho teve um aumento de 0,1%. Enquanto a primeira semana apresentou uma alta de 1,2%. Os dados indicam que a inflação nos últimos quinze dias foi de apenas 0,1%.

Argentina inflação

A inflação geral de junho está atualmente em 2,4%. Ainda falta a medição da quarta semana, que se espera ser menor do que a do mês anterior.

A estabilização dos preços nas últimas duas semanas (0,1% e 0,0%) é um claro indicativo da efetividade das políticas econômicas implementadas pelo governo de Javier Milei. Desde que assumiu, Milei realizou o maior ajuste fiscal da história da Argentina. Assim, eliminando o déficit fiscal e interrompendo a emissão de moeda.

O presidente Milei celebrou o feito em suas redes. O presidente argentino destacou a importância de continuar trabalhando para consolidar esses avanços e garantir que os benefícios dessas políticas reflitam no bem-estar de todos os argentinos.

Comparação com dados anteriores

No acumulado do ano, os alimentos e bebidas tiveram uma alta de 65,6%. Enquanto as bebidas alcoólicas e o tabaco encareceram 80% nos primeiros cinco meses do ano, segundo a medição oficial do Indec.

Em termos interanuais, em maio, os alimentos e bebidas registaram um aumento de preços de 289,4% a nível nacional. Enquanto as bebidas alcoólicas e o tabaco mostraram uma inflação de 266,3% em comparação com o mesmo mês do ano anterior.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de traders de criptomoedas. Acesse ByBit.com

Notícias relacionadas



Mt. Gox diz que vai pagar US$ 8 bilhões aos credores semana que vem Ancord e BlockTrends lançam primeira Certificação em Criptoativos do Mercado Financeiro e de Capitais Donald Trump Agora Possui US$ 30 Milhões em Memecoins DOG é listada na Bybit e atinge máxima histórica pelo segundo dia consecutivo DOG, memecoin no Bitcoin, atinge nova máxima histórica