Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Blockchain

Após perder US$ 14,5 milhões com FTX, essa pessoa fundou uma coleção NFT de US$ 83,8 milhões

Sam Bankman-Fried, hoje na cadeia, recomendou que Ferrante olhasse com carinho para Solana.

Armani Ferrante seria apenas mais um investidor, e desenvolvedor, do mercado cripto que perdeu US$ 14,5 milhões com a queda da FTX, se não fosse por uma coleção de NFT. A reviravolta foi impressionante, e agora ele é o fundador da maior coleção de NFTs da Solana, que vale US$ 83,8 milhões, e da segunda maior carteira da rede. A sua história viralizou no X, antigo Twitter.

A jornada do persistente desenvolvedor começou na universidade, onde ele aprendeu sobre criptomoedas e o universo blockchain. Anos depois, enquanto trabalhava na Apple, Ferrante se deparou com o whitepaper do Ethereum.

Faça parte da Comunidade BLOCKTRENDS PRO e lucre em cripto com relatórios semanais, análises diárias, sinais e lives exclusivas.

Impressionado com a tecnologia, ele deixou a Apple e começou a escrever códigos open-sources, ou abertos. Eventualmente, empresas começaram a notá-lo.

Após algumas passagens por empresas do setor, ele entrou na Alameda Research, a empresa-irmã de FTX. Sam Bankman-Fried, hoje na cadeia, recomendou que Ferrante olhasse a Solana. A propaganda fez efeito, e Armani decidiu deixar o ETH pela Solana.

Primeiro, ele lançou a Coral, a empresa que construiu o Anchor. Pouco depois, ele lançou a Backpack. Apenas a segunda maior carteira da rede, atrás apenas da Phantom. Contudo,
no caminho, o desenvolvedor precisou de financiamento.

O colapso da FTX e criação da coleção NFT

Para construí-la, ele precisava de financiamento. E foi aí que uma onda de azar, antes da de sorte, atingiu o desenvolvedor. Em 2022, ele participou uma rodada de US$ 20 milhões liderada pela FTX e Jump Crypto.

Entretanto, a maior parte dos fundos arrecadados estava armazenada na FTX. Ele deixou muito bem guardado na corretora, seis semanas antes dela colapsar e perder os fundos de todos.

Após o colapso da FTX, o desenvolvedor perdeu o financiamento. Mas apesar do desafio, ele decidiu continuar. Junto de sua equipe bolou uma nova ideia: xNFTs.

As xNFTs são um tipo diferente de token não fungível. A tecnologia visa combinar os casos de uso de NFTs e aplicações em um único ativo. xNFT significa token executável não fungível, o que significa que é um item digital exclusivo que pode executar código dentro dele.

A ideia é possibilitar que os aplicativos descentralizados sejam executados nativamente dentro do NFT. Por exemplo, um xNFT permite que você jogue, ouça música ou acesse um protocolo DeFi, tudo dentro dela mesma.

E para mostrar ao mundo como funciona, eles criaram MadLads, a maior coleção de NFTs da Solana. Atualmente, segundo dados do Coingecko, o valor de mercado da coleção é de US$ 83,8 milhões ou 625.865 SOL.
O impressionante é que o desenvolvedor não parou por aí. Após se reerguer, ele e sua equipe lançaram a Backpack Exchange. Atualmente, é uma das maiores exchanges na Solana.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de traders de criptomoedas. Acesse ByBit.com

Notícias relacionadas



Mt. Gox diz que vai pagar US$ 8 bilhões aos credores semana que vem Ancord e BlockTrends lançam primeira Certificação em Criptoativos do Mercado Financeiro e de Capitais Donald Trump Agora Possui US$ 30 Milhões em Memecoins DOG é listada na Bybit e atinge máxima histórica pelo segundo dia consecutivo DOG, memecoin no Bitcoin, atinge nova máxima histórica