Artigo

7 insigths para o futuro da economia


Por Gabriel Aleixo
Setembro 18, 2019

112

Reunidos no fim de agosto no BlockTrends, evento da QR Capital, grandes nomes do mercado financeiro e da criptoeconomia discutiram avanços e perspectivas para o futuro da economia. Após esse evento não sobraram dúvidas de que o futuro é a criptoeconomia, mas quanto tempo vai demorar para ela se estabelecer? Veja a seguir 7 insigths para o futuro da economia.

1- POPULARIZAÇÃO

Fernando Carvalho, CEO da QR Capital, defende a popularização da tecnologia blockchain no futuro. Ao apresentar o panorama atual do mercado no Brasil apontou que ainda é um estágio inicial e  que assim como a internet e várias outras inovações tecnológicas será mainstream em algum momento do futuro. “Estamos em um estágio inicial em blockchain, é normal que assuste, mas daqui a alguns anos vai ser mainstream.”

Tudo sobre blockchain, investimentos e economia.

Assine a nossa newsletter

BLOCKTRENDS

Assine Grátis nossa Newsletter e acompanhe as tendências sobre blockchain, investimentos e economia.

2- REGULAÇÃO

Antônio Carlos Berwanger, superintendente da CVM, falou sobre as expectativas para o futuro em relação a atuação do sandbox regulatório que vai começar a receber projetos no começo do ano que vem. A intenção de um ambiente de teste é gerar revisões sobre regulações atuais que não funcionam mais como deveriam e ideias para novas regulações que se fazem necessárias num mercado em processo de inovação. “É de se esperar que o sandbox seja um gerador de alterações regulatórias no futuro.”

3- PLAYERS  DIVERSIFICADOS

Alexander Green, fundador da Globacap, comentou o case do token ReintBZ do banco BTG Pactual, que tokenizou imóveis permitindo que qualquer pessoa pudesse investir no mercado imobiliário brasileiro. Com o avanço regulatório e o fortalecimento da tecnologia blockchain espera-se que mais e mais players entrem neste mercado. “Acho que veremos novos players como o BTG  Pactual fazendo transações e emitindo securities em blockchain. ”

4- NOVAS SOLUÇÕES

Tudo sobre blockchain, investimentos e economia.

Assine a nossa newsletter

BLOCKTRENDS

Assine Grátis nossa Newsletter e acompanhe as tendências sobre blockchain, investimentos e economia.

André Portilho, sócio do BTG Pactual, ressaltou a intenção do banco em continuar e ampliar testes e projetos em blockchain, aproveitando o espaço criado pelo sandbox regulatório da CVM. O BTG é o maior banco de investimentos da América Latina e tem entrado cada vez mais no mercado cripto, tendo inclusive emitido seu próprio token. “Vamos começar a emitir e testar novas soluções com a ativação do sandbox regulatório”

5- MULTIPLICAÇÃO DE PROJETOS

Chris Lawlor é co-fundador do Toqueville Group da Tezos, entidade responsável pela estruturação e disseminação da comunidade do protocolo blockchain Tezos. Para ele, os próximos anos trarão novos projetos e novos players para este mercado. A Tezos tem como objetivo oferecer serviços de infraestrutura em blockchain para empresas do mercado financeiro e de capitais, no futuro espera-se que mais empresas busquem esses serviços. “Vamos começar a ver diferentes tipos de instrumentos de equity, dívidas e investimentos por aí.”

6-  TECNOLOGIA

Tudo sobre blockchain, investimentos e economia.

Assine a nossa newsletter

BLOCKTRENDS

Assine Grátis nossa Newsletter e acompanhe as tendências sobre blockchain, investimentos e economia.

Vanessa Almeida, head da Iniciativa Blockchain do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), avalia o potencial que o país tem de produzir tecnologia de ponta pra suprir um mercado em expansão. O Brasil é um país amigável a blockchain e criptomoedas, já existem projetos do Banco Central e da CVM sobre o assunto. A demanda existe, só falta supri-la com tecnologia nacional. “Queremos construir um Brasil que não só consuma, mas que também produza tecnologia de ponta.”

7- ACEITAÇÃO

Ryan Lackey, membro do conselho da Tezos Foundation, comparou a resistência que se tem hoje em dia com a internet nos anos 90. O uso de blockchain vai passar a ser algo normal em finanças, vai ser como todo mundo entende e pensa finanças. Hoje em dia ninguém mais discute trading eletrônico de ações por que não existe mais o trading em papel. Vai ser a mesma coisa. “Daqui a 30 anos ninguém mais vai estar falando de STOs ou ofertas de moedas digitais.”

112 views
cool good eh love2 cute confused notgood numb disgusting fail
Close Bitnami banner
Bitnami