Categorias: EconomiaInvestimentos

Chile cai 15 posições no ranking internacional de liberdade econômica

Após registrar notáveis transformações internas nos últimos anos, o Chile caiu em 15 posições no Índice de Liberdade Econômica Mundial, ficando em 29° lugar globalmente. 

Utilizando dados de 2019, o CATO Institute divulgou a 25º edição da Economic Freedom of the World, publicação que classifica 165 países em um ranking de liberdade econômica utilizando índices. A medição analisa seis aspectos do país: tamanho do governo, estrutura jurídica e segurança da propriedade privada, estabilidade da moeda, crédito, regulamentação trabalhista e comercial, e liberdade de comércio


Destacando-se no relatório, o Chile protagonizou a maior queda anual em posições da história do ranking, despencando 15 posições. A edição do ano passado (que utilizava dados de 2018) elencou o país latino-americano na 14º posição, dessa forma, com a divulgação da nova edição o Chile foi para a 29° posição. 

A grande queda foi proveniente das transformações emblemáticas sofridas pelo país durante a última década, incluindo a Convenção Constitucional do Chile, que irá introduzir uma nova Constituição oficial ao país até outubro de 2022, uma vez que a antiga foi revogada após o plebiscito popular de 2020.

O país que até poucos anos atrás era tido como um grande exemplo de sucesso das políticas neoliberais, detendo os melhores índices humanitários e econômicos da América Latina por sucessivos anos, vem sofrendo com instabilidades políticas.

Grandes protestos moveram o plebiscito que revogou a constituição instaurada durante a ditadura de Augusto Pinochet no ano passado. 

Sob um olhar técnico, a notícia é péssima para os Chilenos, dado que as nações no quartil superior de liberdade econômica tiveram um PIB per capita médio de US $50.619 em 2019, em comparação com US $5.911 para as nações do quartil inferior. 

Além disso, a renda média dos 10% mais pobres nas nações economicamente mais livres é mais do que o dobro da renda per capita média nas nações menos livres.

Você pode curtir também ler estes textos aqui:

10 MOTIVOS QUE PROVAM QUE O CHILE É O BRASIL QUE DEU CERTO

B3 E QR ASSET LANÇAM CURSO GRATUITO SOBRE CRIPTO

Hugo Montan

Estudante e funcionário da QR Capital.

Comentar

Posts Recentes

Djokovic comprou 80% de empresa dinamarquesa que desenvolve tratamento para Covid-19

Em meio a deportação polêmica na Austrália por conta de ausência de vacinação, empresa revela…

10 horas atrás

Taleb apela para a falácia do engraxate e chama Bitcoin de “doença contagiosa”

Nassim Taleb segue aumentando as críticas ao Bitcoin e agora alega se tratar de uma…

14 horas atrás

Em um mês Nubank perde um terço do valor de mercado

Após protagonizar o 5º maior IPO de 2021, a Fintech brasileira viu suas ações se…

1 dia atrás

O número de bilionários aumentou, mas não é o fim do mundo como diz a Oxfam

Evento tradicional de começo de ano, a manchete gerada pela ONG inglesa Oxfam, segue desinformando…

1 dia atrás

R$20 bilhões aos 25 anos, a história dos brasileiros fundadores da BREX

Após mais uma rodada de capitalização, a BREX, fundada por dois brasileiros no Vale do…

1 dia atrás

Microsoft compra Actisivion, dona do Call of Duty e WOW, por $68,7 bilhões na sua maior aquisição da história

A empresa comandada por Satya Nadella alega que a aquisição terá um papel fundamental no…

2 dias atrás

Ao clicar em “Aceitar”, você concorda com o armazenamento de cookies no seu dispositivo para melhorar a navegação no site e ajudar em nossos esforços de marketing.

Política de Privacidade